19 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

‘Santoro pregando o terror’, segundo o governador, não é um bom sinal de aliança

Foi o governador Klever Loureiro quem disse que Santoro se achava insubstituível e estava pregando o caos

Klever Loureiro: ele estava pregando o caos

O ex-secretário da Fazenda de Alagoas, George Santoro, é um atuante ativista político nas redes sociais, especialmente no Twitter.

Neste 04 de maio, data em que foi exonerado pelo governador em exercício, Klever Loureiro,  o ex-secretário Santoro se manteve em silêncio.

Na coluna do jornalista Ricardo Mota, o governador declarou que Santoro “se achava insubstituível, estava pregando o terror, inventando o caos”. Mota disse que conversou com o governador sobre isso.

Se é assim, algo saiu fora do tom para todos os envolvidos com o Palácio, ou pelo menos quem achava que ainda pensava que tinha o controle.

Loureiro é um magistrado que fez parte de um acordo para chegar à condição de governador tampão, enquanto não se realiza a eleição indireta na Assembleia Legislativa e por isso mesmo esteve algumas vezes em palácio com o então governador Renan Filho e seu pai, o senador Renan Calheiros (MDB).

Só que, uma vez no cargo, passou a ter a caneta nas mãos.

Santoro sempre foi um homem de confiança extrema do governador Renan Filho e agora é exonerado, com o atual governador dizendo claramente que ele “estava pregando o caos”.

Aí vem a pergunta que não quer calar: -O que significa isso?

Ninguém se cala para sempre.