30 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Sinteal protesta na Semed contra fechamento de escola do Vergel

Prefeitura alega que o aluguel está muito caro e que não tem possibilidade de negociar

O Sinteal e comunidade escolar protestam na manhã desta quarta-feira (16), em frente a Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed), contra fechamento da escola Nossa Senhora de Aparecida, no Vergel. Na semana passada, a prefeitura do governo Rui Palmeira informou à direção da escola que a mesma encerrará as atividades.

“Alagoas tem o maior índice de analfabetismo do país. É uma incoerência Maceió estar fechando escola”. Consuelo Correia, presidenta do Sinteal.

A escola tem hoje 160 alunos, incluindo crianças especiais, do espectro autista. O trabalho realizado lá é reconhecido pelas mães, que acompanham de perto e relatam o ótimo relacionamento de toda a comunidade.

A prefeitura alega que o aluguel está muito caro e que não tem possibilidade de negociar. No entanto, o proprietário esteve na escola e em conversa com a direção garantiu que quer negociar. Mas a prefeitura não teria interesse, como relatado ao Sinteal em reunião nesta segunda-feira (14), quando fora organizada a mobilização.

Uma das principais propostas levantadas pela comunidade é a da escola continuar funcionando no prédio atual, enquanto a Semed recupera o prédio próprio que possui bem próximo da casa em que está atualmente. O local teria plenas condições de dar continuidade à existência da unidade escolar.

Consuelo lembrou, ainda, que a prefeitura comemorou os índices positivos recentemente, mas agiu na contra-mão com esta escola. “Quando Maceió apresenta o melhor índice do IDEB é porque os profissionais estão fazendo um bom trabalho”, ressaltou.