21 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Vídeo: Depois de tentar invadir Congresso Bolsonaristas disparam fogos contra STF

Manifestantes do grupo “300 do Brasil” receberam apoio do filho do deputado Eduardo Bolsonaro

Manifestantes bolsonaristas numa tentativa de invadir o Congresso

Eram 21h35 minutos deste sábado, 13, em Brasília, quando um grupo de bolsonaristas resolveu atacar o Supremo Tribunal Federal (STF) com fogos de artifícios.

O clima esquentou na Praça dos Três Poderes.

Os manifestantes bolsonaristas eram integrantes do chamado grupo “300 do Brasil”, que durante à tarde tentaram invadir o Congresso Nacional.  Após uma reunião com o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, eles decidiram atacar o STF à noite.

O ato revelou o nível de histeria de uma gente que perdeu a noção da legalidade e do respeito às instituições. Durante a manifestação, eles gravaram vídeos para distribuir nas redes sociais com ataques aos ministros e ao governador Ibaneis Rocha (MDB).

Nas redes sociais disseram que reagiram também contra à ação da Polícia Militar do DF que desmontou o acampamento dos 300 na Esplanada na do mesmo sábado.

Nos vídeos, um ativista diz: “(Estamos) em frente aos bandidos do STF. Isso é para mostrar para eles e para o bandido do GDF: não vamos arregar”.

Um integrante do movimento pró-Bolsonaro afirma, referindo-se aos fogos apontados para o STF: “É o povo, seus comunistas, seus bandidos… Está entendendo o recado?”.

Em outros vídeos que circulam nas redes, os manifestantes xingam os ministros Dias Toffoli, Carmen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

A Secretaria de Segurança Pública do DF informou que a Polícia Civil do DF vai instaurar um inquérito para apurar os responsáveis pelo ato antidemocrático.

Assista um dos vídeos que corre às redes sociais: