2 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Dia: 21 de novembro de 2021

Filho de Bolsonaro aciona gabinete do ódio para ‘abater’ Moro, antes que seja tarde

Filho de Bolsonaro aciona gabinete do ódio para ‘abater’ Moro, antes que seja tarde

Brasil
A informação foi postada no jornal Correio Braziliense, no Blog Vicente. O jornalista Vicente Nunes, do Blog do Vicente, publicou um texto, no qual diz que o 'filho 03 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e responsável pelas redes sociais do pai, o vereador carioca Carlos Bolsonaro acionou o Gabinete do Ódio para tentar abater a candidatura do ex-juiz Sergio Moro (Podemos) à Presidência da República 'antes que seja tarde demais''. Segundo Vicente, a missão 'é criar uma rede de disseminação de fake news para desconstruir o discurso de Moro de que ele é o candidato de centro-direita que retomará o combate à corrupção abandonado por Bolsonaro, que se associou ao Centrão, o grupo de partidos mais fisiológicos do Congresso.' "O ataque direcionado a Moro neste momento
Aplicativo do PSDB falha ‘em cima do muro’ e partido adia escolha de candidato

Aplicativo do PSDB falha ‘em cima do muro’ e partido adia escolha de candidato

Brasil, Política
Após as falhas para no processo de votação para escolher um candidato do partido para concorrer as eleições de presidente da República, o PSDB se viu obrigado a adiar a votação neste domingo, 21. Considerado o mais em cima do muro de todos os partidos brasileiros, a direção da legenda anunciou, esta noite que o processo será concluído em nova data a ser definida. A Executiva Nacional estava reunida com os candidatos João Doria, Eduardo Leite e Arthur Virgílio desde às 15h. A reunião teve fim logo antes das 18h. O adiamento da escolha do representante do partido nas eleições de 2022 para Presidente ocorre após um dia cheio de falhas na votação online. O aplicativo Prévias PSDB está com problemas desde às 8h da manhã, quando filiados começaram a reportar que não estavam conseguindo comp
Azulão gigante vence o Coritiba e mantém o sonho do G-4

Azulão gigante vence o Coritiba e mantém o sonho do G-4

Esportes
O Azulão foi gigante fora de casa e venceu o Coritiba, no Couto Pereira, por 1 a 0, tirando a chance do time paranaense ser o campeão da série B do campeonato brasileiro. O campeão, com uma rodada de antecipação é o Botafogo com 69 Pontos. A equipe paranaense parou nos 64. O CSA, na raça, fez um grande jogo numa estratégia ousada do técnico Mozart, que ao fim da partida colocou o time alagoano no G-a4, embora dependendo de outros resultados para saber se fica ou não. Na luta pelo acesso, o CSA chegou a 59 pontos e vai depender da luta dos rivais, principalmente o CRB que joga amanhã contra o Vitória no Rei Pelé. Se o Galo vencer chega a 60 pontos. Mas não é só: O CSA depende ainda do resultado do Guarani (59)  e Goiás (61). O Guarani também briga pela vaga do CSA, assim como o
Bolsonaro pagou R$ 10 milhões para cada deputado votar em Arthur Lira

Bolsonaro pagou R$ 10 milhões para cada deputado votar em Arthur Lira

Brasil
  O deputado federal Delegado Waldir (PSL-GO), ex-líder do PSL, afirmou que o governo Jair Bolsonaro pagou por votos dos parlamentares em votações consideradas prioritárias, como a aprovação da Reforma da Previdência e a eleição de Arthur Lira (PP-AL) como presidente da Câmara. As declarações foram dadas em entrevistas ao site The Intercept Brasil. Segundo Waldir —que rompeu com Bolsonaro em meio à crise que levou o presidente a deixar o partido, em novembro de 2019—, cada deputado recebeu o direito de destinar R$ 10 milhões para suas bases eleitorais pelo apoio à eleição de Lira. Já pelo apoio à Reforma da Previdência o prêmio foi maior: R$ 20 milhões. Ele conta ainda que líderes partidários recebiam o dobro dos demais parlamentares. "Aconteceu na Reforma da Previ
Sara Winter sobre colegas bolsonaristas: ‘Se ele mandar comer m… eles comem’

Sara Winter sobre colegas bolsonaristas: ‘Se ele mandar comer m… eles comem’

Brasil
Na última sexta-feira (19/11), a ativista Sara Winter, 29 anos, revelou detalhes de sua relação com o governo Bolsonaro e as articulações do "Acampamento dos 300", instalado em maio de 2020, em Brasília. Em entrevista à ISTOÉ, a ativista apontou nomes de parlamentares, ministros e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na orientação para atacar a imprensa, o Supremo Tribunal Federal (STF) e, o então presidente da Câmara, Rodrigo Maia. A ex-defensora de Bolsonaro se declara desiludida com o presidente. Entre os motivos da indignação, a censura dentro do bolsonarismo, a falta de apoio e uma dívida de mais de R$ 3 milhões, referente à processos judiciais. A ativista se diz arrependida de ter feito o acampamento. "Não tem mais como defender Bolsonaro. Mas
Desgastado, PSDB realiza prévias neste domingo para escolher candidato a presidente,

Desgastado, PSDB realiza prévias neste domingo para escolher candidato a presidente,

Política
O PSDB escolhe hoje seu pré-candidato à Presidência da República em uma definição que terá reflexos nas articulações para a consolidação de uma terceira via na disputa de 2022. O resultado das prévias do partido, nas quais disputam efetivamente os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS), deverá influenciar no processo de concentração ou expansão de outras pré-candidaturas colocadas no chamado centro político. Após dois meses de campanha oficial, os concorrentes tucanos – incluindo Arthur Virgílio (AM), ex-senador e ex-prefeito de Manaus – ainda são vistos com ceticismo pelos partidos e lideranças que buscam alternativas eleitorais à polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), líder das pesquisas de intenção de voto, e o atual presidente Jair Bolson
Governo mente sobre Amazônia e desmatamento cresce mais de 22%

Governo mente sobre Amazônia e desmatamento cresce mais de 22%

Brasil
O desmatamento na Amazônia entre agosto de 2020 e julho de 2021 atingiu 13.235 km², segundo números divulgados nesta quinta-feira (18/11) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), um número superior a duas vezes a área do Distrito Federal. Foi a maior taxa desmatamento desde 2006 e o número representa uma alta de 22% em relação ao período anterior. O governo já sabia dessa alta recorde desde pelo menos 27 de outubro, mas o número foi omitido pela delegação brasileira que compareceu à Conferência do Clima de Glasgow (COP26), encerrada no último sábado (13/11). "O que a gente tem é um fato grave. Não é só um ministro do Meio Ambiente que foi à COP e não revelou. O ministro declarou que fez reuniões com outros 24 ministros de outros países. Ele fez isso sabendo o da