5 de março de 2024Informação, independência e credibilidade

Autor: Marcelo Firmino

Indicação de Temer para articulação do governo desagrada setores do PMDB

Brasil
Ao indicar o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), para coordenador político do governo, a presidente Dilma Rousseff (PT) deu sinais de que já pode "respirar" sem a ajuda dos aparelhos que a pressionam no exercício do cargo. Temer, enquanto liderança respeitada é considerado habilidoso, com livre trânsito dentro do Congresso e tende anular as investidas do presidente do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Eduardo Cunha, ambos peemedebistas, que vivem de mau humor em relação ao governo e de paquera com a oposição. Lideranças no congresso acreditam que desta vez a presidente petista fez um gol. Não é de placa, mas um gol para começar a tranquilizar o time e impor respeito aos adversários. Sabe-se que Temer poderia ter recusado com a desculpa das funções institucionais da vi
Alunos da rede pública têm curso gratuito para provas do Enem

Alunos da rede pública têm curso gratuito para provas do Enem

Cotidiano
Alunos da rede pública de ensino do Estado têm à disposição cursos preparatórios para as provas do Enem. A oferta é da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE), por meio do Laboratório de Educação e Linguagem e Matemática (LLM) do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação (Cecite). Os jovens interessados cursarão as disciplinas de  de Redação, Língua Inglesa e Matemática Instrumental, consideradas as mais difíceis do Exame Nacional do Ensino Médio. Segundo dados da Secretaria de Educação serão abertas quatro turmas com disponibilidade para 50 alunos cada, nos turnos matutino e vespertino, sempre no contraturno das aulas regulares, possibilitando maior acesso dos alunos. As aulas acontecerão no próprio Cecite, localizado no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa),
Biu de Lira comemora decreto dos genéricos de uso veterinário

Biu de Lira comemora decreto dos genéricos de uso veterinário

Política
A ministra  da Agricultura, Kátia Abreu, prometeu  ao senador Benedito de Lira, que  até o dia 30 deste mês estará pronto o decreto que obriga os laboratórios a produzirem medicamentos genéricos de uso veterinário. O decreto da presidente Dilma é o que falta para regulamentar a Lei 12.689, de 19 de julho de 2012, que a própria presidente da República sancionou. A Lei dos Genéricos Veterinários é o resultado de uma luta que Benedito de Lira vem travando desde 2007, quando ainda como deputado federal conseguiu aprovar o projeto na Câmara dos Deputados. Após a audiência com a ministra Kátia Abreu, o senador Benedito de Lira disse estar confiante de que as dificuldades serão finalmente sanadas e os medicamentos  genéricos de uso veterinário finalmente vão estar disponíveis aos criador

Saiu a leniência e entrou a decisão em Alagoas, diz RF

Blog, Marcelo Firmino
Com um orçamento de R$ 8,33 bilhões para trabalhar em 2015, o governador Renan Filho (PMDB) segue seu caminho promovendo encontros com diversos setores da sociedade alagoana, para dizer que agora o governo mudou. Os mais animados logo balançam a cabeça e concordam com ele: "Mudou mesmo". Ouve-se dos áulicos. Os não tão próximos ainda querem pagar pra ver. Não há muita crença na mudança. Mas, em um encontro com empresários na Casa da Indústria, em plena avenida Fernandes Lima, o governador disse exatamente o que foi mudou no seu governo em relação ao passado. E o fez com toda ênfase: - O que mudou é que saiu a leniência e entrou a decisão. A frase é de efeito, mas diz tudo. A verdade é que o segundo governo de Teotônio Vilela Filho (PSDB) foi dominado pelas "ilhas", onde em c
Moda em Alagoas: faltam profissionais qualificados no mercado

Moda em Alagoas: faltam profissionais qualificados no mercado

Cotidiano
Assessoria/Senac O Estado de Alagoas, reconhecido por suas belezas naturais, também é lembrado por ser o berço de grandes nomes da Moda, como Vera Arruda, Lucas Barros e Martha Medeiros, profissionais que ganharam destaque no cenário nacional, contribuindo para o crescimento do mercado local. A consultora de Moda do Sebrae em Alagoas, Gabriela Barreto – formada pela Escola Mundet, em Barcelona, e bacharela em Design de Moda pelo Senai/CETIQT, no Rio de Janeiro – reforça que tem crescido também as oportunidades para quem é iniciante. “O Sindicato da Indústria do Vestuário do Estado de Alagoas (Sindivest), por exemplo, apoia os empreendedores locais a divulgar seus trabalhos em todo o País”, comemora a consultora, ao alertar para a dificuldade em formar equipes para atuar no setor. “A fa
Organizadas proibidas no jogo de amanhã entre CSA e CRB

Organizadas proibidas no jogo de amanhã entre CSA e CRB

Esportes
Após o espetáculo de terror do último domingo no Trapichão, quando torcedores do CSA se enfrentaram nas ruas com os do CRB, além dos confrontos com a polícia dentro do estádio, com direito a pedradas, balas de borracha e bombas de efeito moral, a Federação Alagoana de Futebol decidiu proibir a entrada das torcidas organizadas no próximo clássico das multidões. A decisão foi tomada emm comum acordo com a Polícia Militar (PM), Ministério Público Estadual (MPE) e Secretaria de Estado da Defesa Social (Seades). O próximo jogo entre as duas equipes, válido pela sexta rodada do campeonato alagoano 2015, está marcado para esta  quarta-feira, dia 8. Atos de vandalismo em dia de clássico já virou rotina em Maceió, seja dentro ou fora de campo de jogo. No Ato da Presidência nº 14/2015, a Feder
Renan já pode gastar orçamento superior a R$ 8,33 bilhões

Renan já pode gastar orçamento superior a R$ 8,33 bilhões

Política
A partir de hoje o governo Renan Filho vai ficar à vontade para executar o orçamento de 2015. A Lei de Diretrizes Orçamentárias foi sancionada e o Estado passar a contar com R$ 8,33 bilhões para executar as políticas públicas de interesses da sociedade e da própria gestão. Em função de assumir os encargos gerais da administração,a Secretaria da Fazenda vai operar com mais de R$ 385 milhões. O orçamento contempla a toda administração direta e indireta. Os maiores valores serão destinados à Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social, que terá à disposição R$ 20,3 milhões, ao Instituto de Tecnologia em Informática e Informação com mais de R$ 15 milhões e à Agência de Modernização da Gestão de Processos também com valores que superam R$ 15 milhões. A lei também autori
Filósofo do Sem Teto diz que o ‘lulismo’ não funciona mais

Filósofo do Sem Teto diz que o ‘lulismo’ não funciona mais

Cotidiano
O filósofo paulista Guilherme Boulos, líder nacional do Movimento dos Sem Teto,  alertou as lideranças do Planalto para o fato de qu, segundo ele, o governo federal e o PT estão subestimando a insatisfação popular com a gestão Dilma Rousseff, que registrou aprovação de apenas 12% segundo pesquisa Ibope divulgada na semana passada. Em entrevista ao Valor, ele afirma que "do jeito que as coisas estão, é difícil pensar em 2018. Tem que ver se esse governo termina 2015". "Dilma preferiu cortar do lado de cá. Manter a governabilidade na banca significa o risco de perde-la nas ruas", diz. Segundo ele, ‘o lulismo, como modelo de conciliação, não funciona mais’: “Não dá mais para haver avanço popular sem reformas estruturais. Qualquer governo que não se disponha a colocar isso estará refém d

Renan e Cunha querem quebrar sigilo telefônico de Ministro da Justiça

Brasil
A rebelião dos aliados peemedebistas contra o governo Dilma Rousseff já faz mais estragos no Planalto do que o trabalho das oposições. O PMDB, por exemplo, segundo o portal Brasil247, está negociando com PSDB e DEM a quebra do sigilo telefônico do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O objetivo é que o pedido seja feito no âmbito da CPI da Petrobras, que investiga denúncias de corrupção na estatal. O curioso é que o PMDB é considerado o maior aliado do governo e detém atualmente sete ministérios, além da vice-presidência da República. A posição das lideranças peemedebistas já faz tremer a área da esplanada dos Ministérios, em Brasília. A questão é o PMDB acusa Cardozo de ter influenciado o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a incluir em sua lista de políticos sus

Defesa Social ao estilo do lema ‘bandido bom é bandido morto’

Cotidiano
Bandido bom é bandido morto? Pode não ser essa filosofia da segurança pública na nova gestão do governo de Alagoas, mas é forte a declaração do Secretário de Defesa Social, Alfredo Gaspar de Mendonça, sobre a ação da pasta na luta contra o crime em Alagoas. Em entrevista uma emissora de rádio do sertão alagoano, o secretário foi categórico ao afirmar: - O bandido que teimar em desafiar a segurança pública será preso ou morto, nós estamos aqui para restabelecer a ordem. Logo em seguida deixou claro que não será mais permitida a presença de bandidos em solo alagoano. Midiático, o secretário se apresentou como uma espécie de xerifão com um amplo leque de frases de efeito: - O tempo de bandidagem e do desrespeito contra a lei acabou. Nós temos que ter as nossas polícias trabalhando dentr