23 de novembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Política

Datafolha: Ao contrário de Bolsonaro, avaliação do Congresso piora

STF manteve rejeição estável, mas oscilando de forma negativa

Se o presidente Jair Bolsonaro conquistou maior popularidade, segundo a mais recente pesquisa Datafolha, o mesmo não se pode dizer das outras esferas do poder, ambas rivais do chefe do Executivo.

Segundo pesquisa, a avaliação negativa do Legislativo subiu cinco pontos percentuais, três acima da margem de erro, desde o fim de maio. Já o Supremo Tribunal Federal manteve sua avaliação estável, embora oscilando negativamente.

A crítica aos dois Poderes é maior entre empresários e funcionários públicos.

Números

Em relação à pesquisa feita em 25 e 26 de maio, a aprovação do Congresso se manteve estável: de 18% para 17% de ótimo e bom. Já a reprovação subiu de 32% para 37%. Os que acham o trabalho de deputados e senadores regular oscilaram negativamente de 47% para 43%.

Enquanto isso, a atuação dos 11 ministros do STF se manteve estável. O índice de ótimo e bom oscilou de 30% para 27%, o de regular, de 40% para 38%, e o de ruim/péssimo, de 26% para 29%.

Rivais

Até o fim de junho, a temperatura política foi extremamente alta. Bolsonaro e o Congresso tiveram uma queda de braço pelo manejo do Orçamento e, depois, pelas medidas de combate à pandemia. Isso se somou à retórica usual do presidente, de negação da política de coalizão e crítica contumaz aos partidos.

No Supremo, os conflitos foram ainda mais profundos, com decisões de ministros levando Bolsonaro a adotar uma agenda clara de enfrentamento com a corte. Em determinado momento, ele cogitou até mesmo a usar o Exército contra os ministros do STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.