15 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade

Dia: 2 de junho de 2024

Fla humilha o Vasco, estabelece goleada histórica e assume a ponta do Brasileirão

Fla humilha o Vasco, estabelece goleada histórica e assume a ponta do Brasileirão

Esportes
Por Dyego Barros Em uma das partidas mais aguardadas da rodada que marca a retomada do Brasileirão, Flamengo e Vasco entregaram de tudo um pouco no Maracanã, neste domingo (2/6), em um clássico com direito a golaços, expulsão, virada e goleada histórica do Rubro-Negro sobre o mandante Cruz-Maltino, do estreante Álvaro Pacheco. Depois de Vegetti colocar o Gigante da Colina na frente do marcador com uma pintura, logo aos 9’ do primeiro tempo, e desperdiçar duas boas oportunidades de ampliar a vantagem vascaína, o Mengão reagiu, passou a controlar as ações e virou o jogo em um intervalo de apenas 5 minutos. Dos pés de Everton Cebolinha saiam as melhores jogadas da equipe de Tite e, aos 28’, o camisa 11 deixou tudo igual no placar, chutando de bate-pronto de fora da área. Na sequ
Secom lança livro de Douglas Apratto em homenagem ao Dia da Imprensa

Secom lança livro de Douglas Apratto em homenagem ao Dia da Imprensa

Cultura
Nesta segunda-feira, 3 de junho, o historiador e escritor alagoano, professor Douglas Apratto, estará lançando seu livro “A Imprensa Alagoana no Ocaso do Império”, em comemoração ao Dia Nacional da Imprensa. A obra inédita é um apanhado de notícias recortadas de mais de 100 jornais e revistas que circulavam em Alagoas no período de 1878 a 1889, os últimos 12 anos que antecederam a queda do regime imperial e o nascimento da República Brasileira, focando no comportamento da imprensa frente à efervescência dos acontecimentos da época. O estudo feito quase 50 anos atrás compôs a monografia de conclusão do curso de Mestrado do professor Douglas Apratto, na Universidade Federal de Pernambuco. “Nos jornais se encontram sutilezas e ideias que expressamos e o passado de uma comunidade.
Gaúchos não conseguem voltar à rotina, após um mês da tragédia

Gaúchos não conseguem voltar à rotina, após um mês da tragédia

Brasil
A catástrofe climática no Rio Grande do Sul ainda está longe de terminar para o povo gaúcho, que vive agora os efeitos prolongados da devastação causada pelas enchentes e inundações. No dia em que o decreto que reconheceu a calamidade pública completa um mês, ainda há 37,8 mil pessoas em abrigos e mais de 580 mil fora de casa. Quem conseguiu voltar para casa encontrou um cenário de absoluta destruição e perdas inestimáveis. A catadora de material reciclável Claudia Rodrigues, 52 anos, que mora na região da Vila Farrapos, zona norte de Porto Alegre, voltou há menos de dois dias para casa. Antes, ela passou quase quatro semanas acampada à beira da rodovia Freeway, que corta a cidade pela zona norte, em uma cena que se tornou comum na região metropolitana. A rua ainda está alagada na altur
Senador diz que está preparando ‘docie’ contra ministro Moraes

Senador diz que está preparando ‘docie’ contra ministro Moraes

Política
A qualidade do parlamento brasileiro dos últimos tempos está muito além da mediocridade. Vai da bizarrice a histeria desmedida. Imagine que o senador Marcos do Val (Podemos-ES) fez publicação no X (antigo Twitter) dizendo que seus veteranos da Swat dos Estados Unidos estão lhe ajudando a preparar "um docie" contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. O senador é conhecido pela falta de escrúpulos e pela burrice contumaz. Por isso mesmo é um ser sem nenhuma credibilidade entre seus pares do Senado Federal. Ao escrever o "docie", em uma postagem, certamente ele estava querendo dizer dossiê. Mas, talvez, estivesse mesmo pensando em comer um docinho. O que é próprio dos boquirrotos. Após o ridículo que passou nas redes, o bolsonarista Do Val apagou
Lula veta trechos de lei que acabava com dedicação exclusiva de servidores

Lula veta trechos de lei que acabava com dedicação exclusiva de servidores

Brasil
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou trechos da lei aprovada pelo Congresso Nacional que reestrutura a carreira de diversos cargos federais. Os vetos foram publicados em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). Um dos trechos vetados permitia que servidores de agências reguladoras pudessem exercer outra atividade profissional, desde que observados o cumprimento da jornada do cargo, o horário de funcionamento do órgão e se não houvesse conflitos de interesse. A justificativa dada pelo presidente é de que a alteração na lei fere os princípios da moralidade e eficiência e o grau de independência. “Em que pese a boa vontade do legislador, a manutenção do regime atual de proibição de exercício de outra atividade profissional assegura a observância dos princípios da mo