25 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

De Rui para JHC: Prefeitura de Maceió conduz processo de transição

Todo o trabalho tem sido feito com base nas recomendações da Procuradoria Geral de Justiça e do Tribunal de Contas do Estado

Reunião do Prefeito Rui Palmeira com equipe de transição Foto: Marco Antônio/Secom Maceió

Durante todo o mês de dezembro, a Prefeitura de Maceió trabalhou em conjunto com a equipe do prefeito eleito, João Henrique Caldas (JHC), no processo de transição de governo.

Para isso, foi formada uma comissão mista de transição, composta por três servidores comissionados, três servidores efetivos e três servidores da nova gestão.

Todo o trabalho tem sido feito com base nas recomendações da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE). De acordo com a secretária do Gabinete de Governança, Íria Almeida o processo foi conduzido de forma tranquila e colaborativa.

“A transição foi colaborativa e baseada nos princípios de transparência e eficiência da gestão pública. O trabalho foi conduzido com fluidez e o calendário inicialmente proposto pela Prefeitura de Maceió foi adaptado e ajustado para melhor atender as necessidades da equipe da nova gestão”. Íria Almeida.

Já na primeira reunião, realizada no dia 02 de dezembro, foi entregue a equipe da nova gestão, em mídia digital e em repositório online, documentação referente a normativas de transição, leis e decretos sobre a estrutura administrativa, estrutura patrimonial, estrutura financeira e orçamentária, estrutura de pessoal e dados gerais por órgão da administração municipal, contendo informações sobre a gestão setorial.

No decorrer do processo, a equipe de transição realizou 35 reuniões oficiais.  Todas as reuniões foram relatadas pela equipe de facilitadores do Gabinete de Governança.

Os documentos e relatórios entregues estão armazenados no repositório online que foi criado para facilitar a acesso e a gestão das informações pelas duas equipes.

A equipe da nova gestão também elaborou um formulário com questões referentes a estrutura administrativa, financeira e orçamentária, patrimonial, gerencial e de pessoal para que cada órgão municipal se posicione nessas questões.

O relatório elaborado pela comissão mista de transição foi entregue, no dia 23 de dezembro, ao Ministério Público Estadual, assinado por todos os membros da comissão.