26 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade

Tag: Paulo Guedes

Paulo Guedes do alto de sua arrogância: ‘prefiro esse imposto de merda’

Paulo Guedes do alto de sua arrogância: ‘prefiro esse imposto de merda’

Blog, Economia, Marcelo Firmino
Do alto de sua explícita arrogância, o ministro da Economia, Paulo Guedes, segue fiel ao estilo rasteiro de ser da maioria governista e joga a prepotência em sua defesa da criação da CPMF, imposto condenado antes pela sociedade brasileira. Nesta sexta-feira, 16, Guedes afirmou que não desiste da criação do imposto sobre transações financeiras nos meios digitais e aplicativos de celular. Só que usa certos contextos no argumento que, em qualquer outro governo, seria chamado, no mínimo, de sujeito deselegante. -Enquanto não houver uma solução melhor, eu prefiro esse imposto de merda. - Disse ele. Até parece que a merda virou boné ou passou a ser instrumento de primeira utilidade nas ações do governo. Talvez, inclusive, com um coach como vice-líder, senador Chico Rodrigues. E s
Renan sugere a Guedes cortar R$ 5 bi de emendas e acabar com supersalários

Renan sugere a Guedes cortar R$ 5 bi de emendas e acabar com supersalários

Blog, Marcelo Firmino
Em reunião com o ministro Paulo Guedes, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) sugeriu ao governo o corte de R$ 5 bilhões das emendas parlamentares para 2021, segundo disse em sua conta no Twitter. Além disso, propôs uma maior tributação dos salários superiores a R$ 50 mil, bem como o fim dos supersalários nos três poderes, conforme projeto já aprovado no Senado, segundo ele. Lembrou que só no Judiciário a economia seria de R$ 10 bilhões/ano. Renan declarou que como senador cumpriu sua missão institucional, ao promover uma reunião de pacificação entre o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o Ministro da Economia, Paulo Guedes. Nessa sua alçada pelos gabinetes palacianos, no atual governo, Renan Calheiros disse que "o Brasil merece o direito de viver em paz". Depo
Renan articula encontro da paz entre Rodrigo Maia e Paulo Guedes

Renan articula encontro da paz entre Rodrigo Maia e Paulo Guedes

Brasil
Aos poucos o senador Renan Calheiros (MDB-AL) vai reassumindo o protagonismo em ações dentro do cenário político nacional. Ciente da briga entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, Renan tratou de organizar um encontro entre os dois para que fumem o cachimbo da paz. Maia no Twitter chamou Guedes de "desequilibrado". Já o ministro acusou o presidente da Câmara de está aliado à esquerda e de travar as privatizações do governo. Nesta segunda-feira, 5 de outubro, os dois deverão se encontrar para apaziguar os ânimos. O encontro entre Maia e Guedes deve ocorrer em um jantar na residência do ministro do Tribunal de Contas da União, Bruno Dantas, amigo do senador. A ação de Renan Calheiros com outros parlamentares aliados surge na hora
Na briga de ministros Paulo Guedes ataca Marinho: é desleal e despreparado

Na briga de ministros Paulo Guedes ataca Marinho: é desleal e despreparado

Blog, Marcelo Firmino
Contrariando a regra, a nova crise do governo Bolsonaro já não é criada por ele. Agora é motivada pelo superego de dois ministros bufões: o da Economia, Paulo Guedes, e o do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Guedes disse em alto e bom som que Marinho "é desleal e despreparado" para o ocupar o cargo na esplanada. A briga entre os dois envolve o programa Renda Cidadã, que seria o substituto do Bolsa Família, mas foi suspenso para não ferir o teto de gastos. Marinho, defensor intransigente do programa ataca Guedes por que recuou. A resposta vem em nível próprio dos homens que se sentem superpoderosos e não querem ser questionados. "É desleal, despreparado e fura teto", disse Guedes à imprensa. Marinho emitiu nota e declarou que não falou "tchutchuka" nenhuma de
Bolsonaro já tem nome de substituto para Paulo Guedes: Roberto Campos do BC

Bolsonaro já tem nome de substituto para Paulo Guedes: Roberto Campos do BC

Blog, Marcelo Firmino
A imprensa nacional diz neste sábado, 16, que o Palácio do Planalto já tem um nome para substituir o ministro Paulo Guedes, na pasta da Economia. Guedes está sendo fritado por que fez ameaças, até de impeachment de Jair Bolsonaro, por conta do teto de gastos. Ao se manifestar contra o que chamou de "ministros fura-teto", na última terça-feira, Paulo Guedes despertou a ira de colegas da esplanada e do próprio presidente. Diante disso, Bolsonaro logo colocou de sobreaviso o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para substituir o ministro da economia, se a panela da fritura não esfriar e Guedes tiver mesmo que ser queimado no governo. O certo é que o casamento de seu Jair com o "posto Ipiranga" está com o combustível alterado. Embora o governo pregue, publicamen
Arthur Lira é reconhecido por Paulo Guedes como o escudeiro do governo

Arthur Lira é reconhecido por Paulo Guedes como o escudeiro do governo

Brasil
O deputado federal Arthur Lira (PP-AL) é a estrela mais reluzente do governo Jair Bolsonaro, dentro do Congresso Nacional. Líder do Centrão, Lira tem sido convocado rotineiramente para socorrer a equipe de Bolsonaro nos entraves que surgem dentro da Câmara. Nesta terça-feira, 11, Arthur Lira foi o fiel escudeiro do ministro da Economia, Paulo Guedes, em uma longa reunião com o Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ajustar interesses e colocar os pingos "is" foi um dos temas do encontro. Mas, além disso, Guedes fez a discussão sobre a necessidade de se consolidar o teto de gastos, que, segundo ele, poderá levar ao impeachment do Presidente da República, se não for obedecido. Guedes foi pedir apoio a Maia e Arthur para que fortaleçam o discurso em defesa do teto de gas
Guedes diz que anunciará três ou quatro privatizações em até 60 dias

Guedes diz que anunciará três ou quatro privatizações em até 60 dias

Economia
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (6) que, dentro de 30 a 60 dias, anunciará três ou quatro privatizações de grandes empresas. Ele participou de evento transmitido pela internet organizado pela Fundación Internacional para la Libertad (Fundação Internacional pela Liberdade), presidida pelo escritor peruano Mario Vargas Llosa, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura. “Vamos anunciar três ou quatro privatizações de grandes companhias”, disse o ministro, que não anunciará os nomes das empresas neste momento. Ele disse acreditar no apoio do Congresso Nacional. Guedes afirmou que o presidente Jair Bolsonaro dá suporte para que o governo siga com as privatizações e com as reformas. O ministro disse ainda que, após os gastos extraordinários necessários para o enfre
Bolsonaro que era radical contra a CPMF agora quer criar o imposto

Bolsonaro que era radical contra a CPMF agora quer criar o imposto

Blog, Marcelo Firmino
Jair Bolsonaro e seu filho Eduardo Bolsonaro eram, há bem pouco tempo, dois radicais contrários a criação da CPMF. O famoso imposto cobrado nas movimentações financeiras de todos os mortais brasileiros. A gritaria era grande e organizada no Congresso Nacional contra a cobrança, na época, proposta para ajudar no financiamento do Sistema Único de Saúde. O imposto era tratado como uma chaga exploradora do povo brasileiro. Agora, no entanto, o Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, querem a criação desse imposto a qualquer custo. Paulo Guedes pediu inclusive que os empresários apoiem a criação de uma nova CPMF. Ele alegou que o imposto vai compensar o aumento da carga tributária que será sentido por setores como o de serviços, na primeira etapa da reforma tribut
Reforma tributária prevê menos impostos para bancos e isenção para igrejas

Reforma tributária prevê menos impostos para bancos e isenção para igrejas

Blog, Marcelo Firmino
A reforma da previdência veio, o trabalhador brasileiro não ligou e foi quem pagou o pato. Agora é a vez da reforma tributária. E logo em sua primeira etapa o ministro Paulo Guedes deixou um breve enredo do que pode acontecer com os setores privilegiados. Nesta primeira fase enviada enviada ao Congresso,ontem, terça-feira, 21,  ele propôs para as empresas do País uma alíquota de 12% para o novo imposto da Contribuição Sobre Bens e Serviços (CBS), que será criado a partir da unificação do PIS e Confins. O detalhe da proposta é que essa alíquota de 12% não vale para os bancos que operam no Brasil. Esses serão taxados em apenas 5%. Agora diga aí: Que diabo é isso de amor incontido do senhor Paulo Guedes e do governo pelos bancos? Logo esse, o setor que mais lucra? Há algo de a
Governo faz do Bolsa Família a mina de ouro para o futuro eleitoral

Governo faz do Bolsa Família a mina de ouro para o futuro eleitoral

Blog, Economia, Marcelo Firmino
Houve um tempo muito recente que parte da sociedade brasileira escrachava o programa Bolsa Família. Acusava "a esmola em troca de votos". E quem recebia, nos grotões do Brasil, era tratado como lixo. Curioso que agora essas vozes silenciaram, certamente pela mesma conveniência com que falavam contra. Os discursos de  muitos é que deveriam acabar o programa e "ensinar o povo a pescar, não dar o peixe", na surrada narrativa elitista. Ora vejam, tudo isso ficou para trás. Tanto que o governo Bolsonaro agora vai aumentar o valor pago aos bolsistas. Para disfarçar, mudará o nome de Bolsa Família para Renda Brasil, segundo disse o Ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento virtual da Associação Brasileira de Indústria de Base (Abdib). O novo Bolsa Família ou Renda Brasil in