27 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Planalto

Nova PEC da bengala quer transformar STF em puxadinho de Bolsonaro

Nova PEC da bengala quer transformar STF em puxadinho de Bolsonaro

Blog, Marcelo Firmino, Política
Em 2015, época do governo Dilma Rousseff (PT), o País já vivia a efervescência dos movimentos raivosos de direita e conservadores, dentro e fora do Congresso, cujo resultado plantado deu no impeachment da presidente. Foi nesse momento que parlamentares dessa base, liderados pelo frenético Ônyx Lorenzzoni, criaram e aprovaram a PEC da Bengala no judiciário, que aumentou o tempo da aposentadoria compulsória dos ministros dos tribunais superiores da magistratura de 70 para 75 anos. Naquele momento, a mudança foi considerada uma retaliação à então presidente Dilma, que poderia indicar três nomes de ministros para a corte. Pois bem. Eles ganharam o governo com Bolsonaro e os movimentos seguintes foram de aparelhamento total de todos os órgãos, tal como na ditadura militar, bem ao g
Isolado e humilhado no cargo de vice, general Mourão é um pote ‘até aqui de mágoas’

Isolado e humilhado no cargo de vice, general Mourão é um pote ‘até aqui de mágoas’

Blog, Marcelo Firmino
Praticamente sem qualquer função relevante dentro do governo Bolsonaro, o general Hamilton Mourão, vice-presidente da República, se sente isolado e, portanto, humilhado no cargo. Em entrevista, ao Jornal Estado de São Paulo, Mourão disse que sequer sabe o que se discute no Palácio do Planalto. E foi mais além em um desabafo: - É muito chato o presidente fazer uma reunião com os ministros e deixar seu vice-presidente de fora. Mourão, enquanto general do Exército Brasileiro, se sente enquadrado pelo Capitão. E revela: - Isso não é bom para a sociedade. Em seu lamento, o vice-presidente destaca que a situação é mesmo esdrúxula, uma vez que "eventualmente, eu tenho que substituir o presidente e, se não sei o que está acontecendo, como vou substituir? Não há condições.” Mourã
O estranho silêncio do Planalto com as denúncias de corrupção contra o ministro Salles

O estranho silêncio do Planalto com as denúncias de corrupção contra o ministro Salles

Blog, Marcelo Firmino
No inquérito da Polícia Federal encaminhado ao Supremo Tribunal Federal consta que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, se envolveu com contrabando de madeira e negócios que movimentaram R$ 14 milhões, só no escritório de advocacia dele. A maioria das cargas de madeira contrabandeada foi para os Estados Unidos. O que se percebe é que o ministro lucra bem no cargo que ocupa. Em outros tempos alguém estaria dizendo que isso é corrupção de verde e amarelo. Mas, quem tem amarelado mesmo são as autoridades palacianas diante da sujeira que está embaixo dos tapetes dos corredores palacianos. O silêncio do governo em relação ao ministro Salles diz tudo. Aliás, esse ministro já respondia processo por corrupção, antes de entrar na equipe de Bolsonaro. Ele foi processado, e
O corregedor de justiça escondido atrás da pilastra e a balela da corrupção no Planalto

O corregedor de justiça escondido atrás da pilastra e a balela da corrupção no Planalto

Blog, Marcelo Firmino
Há, na ordem do dia, uma pergunta que não quer calar: -Por quê Jair Bolsonaro chamou ao seu gabinete o juiz que vai julgar o seu filho Flávio Bolsonaro denunciado por corrupção? Pode até ter sido para jogar gamão. Afinal, no jogo vence quem retirar primeiro do tabuleiro todas as peças. E nesse caso se o juiz retirar é vitória garantida para as partes... Mas, aí vem um segunda pergunta de quem fica com a pulga atrás da orelha: -Por quê sua excelência, o magistrado envergonhado, se escondeu atrás de uma pilastra do Palácio do Planalto para não ser visto? Os apressados dizem que os políticos são o mal do País. Mas é por essas e outras que o contrário se revela. Ou seja, o que antes era imoral e causava indignação agora é permitido. Afinal, é preciso empurrar logo a sujeira par
Centrão comandado por Arthur Lira joga duro para influenciar decisões de governo

Centrão comandado por Arthur Lira joga duro para influenciar decisões de governo

Blog, Marcelo Firmino
A luta pelo controle da Comissão Mista de Orçamento (CMO) paralisou a pauta da Câmara dos Deputados, em Brasília. Lá não se vota nada até que se saiba quem vai dominar a comissão. O Centrão, comandado pelo deputado Arthur Lira (PP-AL), quer o controle para mostrar a sua força no colegiado ao governo de Jair Bolsonaro. O bloco tem jogado duro neste sentido. Hoje, os analistas acreditam que é exatamente o Centrão quem tem mais chances de comandar a CMO, exatamente pelos espaços que o grupo criou dentro do governo. Considerando ainda que o Planalto não faz mais nada no Legislativo sem consultar o deputado Arthur Lira, que virou referência maior do Presidente da República. A briga é exatamente para impedir que o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) continue com força dentro
De olho no poder, MDB está a um passo de uma aliança com Bolsonaro

De olho no poder, MDB está a um passo de uma aliança com Bolsonaro

Blog, Marcelo Firmino
A nova política cantada em verso e prosa por parte dos brasileiros até recentemente está sendo sepultada, sem remorsos, no enredo traçado pela velhas "raposas" do País. Primeiro, o bloco do Centrão chegou e se instalou no poder com todas as pompas de braço forte da política nacional, hoje cultuado pelos poderosos do Planalto. Segundo, entra em cena o velho e matreiro MDB que está flertando com os gabinetes palacianos do governo Bolsonaro, assim como fizeram PL, PSD, PP, PTB de Roberto Jefferson, e o Republicanos. Os caminhos do acordo do Palácio do Planalto com o MDB passam pelos senadores Renan Calheiros, nordestino de Alagoas, e Eduardo Braga, nortista do Amazonas. Nordeste e o Norte são duas regiões que, nas eleições passadas, não foram muito favoráveis a Jair Bolsonaro.
Apesar de quase 115 mil mortos, Bolsonaro faz o evento “Vencendo a Covid-19”

Apesar de quase 115 mil mortos, Bolsonaro faz o evento “Vencendo a Covid-19”

Blog, Marcelo Firmino
Quando a segunda-feira chegar, 24 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro terá como primeiro compromisso do dia um evento no Palácio do Planalto, com o seguinte título: "Encontro Brasil Vencendo a Covid-19". O evento será transmitido pela TV Brasil, conforme divulgou o cerimonial do Planalto, mas sem detalhar exatamente do que se trata. Pelo sim pelo não, já se sabe que o auxílio emergencial, para não perder o foco, terá lugar de destaque no encontro. A hidroxicloroquina idem. O que certamente deixará muito feliz, neste caso,  o laboratório fabricante do medicamento preferido do presidente brasileiro. Resta saber o que dirá sua excelência dos quase 115 mil mortos no País e de 3,5 milhões de brasileiros infectados pelo vírus? Que não tem nada isso com isso e que não é coveiro, ele já d
Bolsonaro já tem nome de substituto para Paulo Guedes: Roberto Campos do BC

Bolsonaro já tem nome de substituto para Paulo Guedes: Roberto Campos do BC

Blog, Marcelo Firmino
A imprensa nacional diz neste sábado, 16, que o Palácio do Planalto já tem um nome para substituir o ministro Paulo Guedes, na pasta da Economia. Guedes está sendo fritado por que fez ameaças, até de impeachment de Jair Bolsonaro, por conta do teto de gastos. Ao se manifestar contra o que chamou de "ministros fura-teto", na última terça-feira, Paulo Guedes despertou a ira de colegas da esplanada e do próprio presidente. Diante disso, Bolsonaro logo colocou de sobreaviso o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para substituir o ministro da economia, se a panela da fritura não esfriar e Guedes tiver mesmo que ser queimado no governo. O certo é que o casamento de seu Jair com o "posto Ipiranga" está com o combustível alterado. Embora o governo pregue, publicamen
100 mil mortos no Brasil: está tudo normal na pandemia do Covid

100 mil mortos no Brasil: está tudo normal na pandemia do Covid

Blog, Brasil, Marcelo Firmino
É como se nada estivesse acontecendo por aqui. É como se as famílias que perderam seus entes não merecessem nenhum respeito das autoridades que têm a obrigação de cuidar das pessoas. É como se 100 mil vidas humanas perdidas não valessem absolutamente nada para  pais, mães, filhos, filhas, maridos, mulheres, avós, avós, irmãos e irmãs, que ficaram chorando os seus. Nesse contexto há muita gente sem noção a dizer que está tudo normal por aqui: "vida que segue, temos a economia para salvar". O silêncio no Palácio do Planalto remete a isso. Desde o início da pandemia o Brasil tem sido motivo de chacota no mundo, exatamente por que seu governo tem feito desdém da ciência e ignorado os riscos reais enfrentados pela população, diante de um vírus mortal. Não por outra razão q
Planalto acelera corrida pela sucessão da Câmara e Arthur Lira queima a largada

Planalto acelera corrida pela sucessão da Câmara e Arthur Lira queima a largada

Blog, Marcelo Firmino
Pelo entendimento das lideranças políticas do Congresso Nacional, o deputado federal alagoano Arthur Lira (PP) sentou "antes da hora" na cadeira de presidente da Câmara. Lira, comandante do Centrão que tinha 220 votos na Câmara, viu seu bloco político encolher a partir da saída  de parlamentares, que seguiram as orientações do DEM, via Rodrigo Maia, atual presidente da casa. Hoje com 126 parlamentares o Centrão já não tem para o governo Bolsonaro o mesmo peso de antes. É que com o bloco original, o Planalto entendeu que negociando com Arthur Lira simplesmente não precisaria mais de Rodrigo Maia e outros atores que comandam o Congresso.  Mas, não contavam com a mudança de rumo. Agora, tudo isso faz parte da guerra pelo controle da Câmara. A luta é renhida. Lira