22 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Ações do Cartão Cria e de segurança alimentar seguem nas Regiões do Alagoas

Alagoas conta com mais de 112 mil cadastros realizados e meta de atingir 180 mil em todo Estado

Duas aldeias indígenas do Planalto da Borborema receberam, na terça-feira (8), ações da assistência social do estado. Cartões CRIA e cestas básicas – numa iniciativa de segurança alimentar – foram entregues nas Reservas Indígenas Fazenda Canto e Mata da Cafurna, dos povos Xukuru-Kariri, em Palmeira dos Índios. No município de Chã Preta, também ocorreu evento do Programa Criança Alagoana (CRIA).

Ao todo, 250 cestas básicas e 17 Cartões CRIA foram entregues aos povos Xukuru-Kariri. “Hoje fizemos a entrega de cestas básicas e Cartões CRIA nas comunidades indígenas de Palmeira dos Índios.

É um prazer muito grande estar aqui. É muito gratificante ver as comunidades unidas dentro da sua cultura. Ficamos à disposição para atender aquilo que estes povos vierem a precisar da política pública de assistência social do estado”, disse Fabiana Pessoa, Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de Alagoas.

Foi dada continuidade às ações no município de Chã Preta. 52 Cartões CRIA e 52 cestas básicas foram entregues às beneficiárias – pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza, inscritas no CadÚnico, cadastradas no maior programa de transferência da história de Alagoas, o Cartão CRIA.

Chã Preta se encontra muito perto de alcançar a meta do Cartão CRIA. Já são 349 mães cadastradas. O objetivo é chegar a 548 beneficiárias da transferência mensal de R$ 150.

Alagoas conta com mais de 112 mil cadastros realizados – quantitativo alcançado em apenas um ano de vigência do Cartão CRIA. A meta é atingir 180 mil em todo o estado.

O evento teve a participação de Maurício Holanda, prefeito de Chã Preta. Fabiana Pessoa exaltou a importância do Cartão CRIA.

“Estou aqui em Chã Preta onde fui muito bem recebida. É mais um evento do Cartão CRIA, em que entregamos cartões e cestas básicas às mães beneficiárias. Este é um programa que avança cada dia mais, sendo o maior programa de transferência de renda estadual do país”. Fabiana Pessoa.