26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Bolsonaro: “Democracia só existe se as Forças Armadas quiserem”

Presidente afirmou que vai governar ao lado ‘daqueles que respeitam a família’

Em rápido discurso na cerimônia no 211º aniversário do Corpo de Fuzileiros Navais, na Fortaleza de São José da Ilha de Cobras, no centro do Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quinta-feira (7) que vai governar ao lado “daqueles que respeitam a família”. E afirmou: democracia só existe se as Forças Armadas “assim o quiserem”.

“A missão será cumprida ao lado das pessoas de bem do nosso Brasil, daqueles que amam a pátria, daqueles que respeitam a família, daqueles que querem aproximação com países que têm ideologia semelhante à nossa, daqueles que amam a democracia. E isso, democracia e liberdade, só existe quando a sua respectiva Força Armada assim o quer”. Jair Bolsonaro, presidente.

O presidente discursou por pouco mais de quatro minutos e não atendeu a imprensa após o evento. Em janeiro, em seu segundo dia de governo, ele já disse que as Forças Armadas do Brasil são obstáculo para quem quer usurpar o poder no país.

Críticas

Fernando Haddad (PT) cobrou uma explicação para a fala desta quinta-feira.


Por outro lado, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, afirmou que a frase de Bolsonaro foi mal interpretada.

“Ele está sendo mal interpretado. O presidente falou que onde as Forças Armadas não estão comprometidas com democracia e liberdade esses valores morrem. É o que acontece na Venezuela”. General Hamilton Mourão, vice-presidente.