23 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade

Autor: Wagner Melo

Sem conhecer a verdade nós nunca nos libertaremos

Blog, Wagner Melo
"E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". Bolsonaro repete este versículo bíblico (João 32:8) como um mantra e parece acreditar mesmo nele. Tanto que, como não tem apreço pela liberdade, esconde a verdade do povo. Assim, acredita que o povo não se libertará da miséria e da falta de perspectiva que aflige as atuais e futuras gerações. A não realização do censo do IBGE é uma estratégia, um projeto. Ano que vem, haverá eleição e o governante não quer que a verdade sobre a realidade do país seja conhecida oficialmente. Não quer dar munição aos opositores. Se para o comitê eleitoral de Bolsonaro este "apagão" de dados é estratégico, para o país é catastrófico. Sem os dados do IBGE, como serão elaboradas políticas públicas? Como saber onde investir recursos públicos se a gente

Deus tem cada advogado…

Blog, Wagner Melo
Paulo Gustavo leva alegria a milhões de brasileiros fazendo humor. É casado com um médico e tem dois filhos. Uma família que foge ao padrão tradicional, é verdade. Outra verdade é que a relação dele com o marido é melhor do que a de Flordelis com o finado Anderson do Carmo. E que a relação do intérprete de Dona Hermínia com as crianças, certamente, é muito mais sadia do que a de “Doutor” Jairinho com suas vítimas, sendo o menino Henry a mais desafortunada delas. Apesar de tudo, adivinha quem incomoda o pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus (será mesmo d’Ele?) aqui de Alagoas? O pastor desejou a morte do humorista, que luta contra a Covid-19, pelo simples fato de Paulo Gustavo ser homossexual. Essa história rende desde a semana passada, não vou relembrar. Felizmente, uma gr

Olha pra frente, Brasil!

Blog, Wagner Melo
Ir ao supermercado virou gatilho de depressão. É porque neste local a gente tem noção de como está empobrecendo. Nosso poder de compra está indo pelo ralo. Aliás, agradeça se tem poder de compra ainda, pois, muitos deixaram de tê-lo com a falta de emprego ou demissão. E se está desempregado agradeça por estar vivo. A pior gestão da pandemia do mundo está mostrando seus resultados. A fome e o crescimento da miséria saltam aos olhos. É o resultado que o povo brasileiro colhe por ter escolhido um meme como presidente da República. Repito que ele se elegeu prometendo fazer do Brasil o que era há 40 anos. O povo escolheu o retrocesso e está colhendo os frutos disso. Nunca vi Bolsonaro falando em construir creches, escolas, investir no crescimento do país. Ao contrário, o governo

Fanáticos invadem estúdio para agredir radialista que criticou o “mito”

Blog, Wagner Melo
O jornalista José Simão costuma dizer que somente acha gays escandalosos quem nunca viu machos escrotos defendendo Bolsonaro. Brincadeiras à parte, o fanatismo está chegando a um ponto em que somos obrigados a ver registros lamentáveis como a quase agressão física ao radialista Júnior Albuquerque, da Rádio Comunidade, no município de Santa Cruz do Capibaribe, Agreste de Pernambuco. Assista: https://www.youtube.com/watch?v=nW-jx90y5QY&feature=emb_imp_woyt O que o profissional da comunicação fez para ser alvo de reação tão agressiva por parte de quatro homens? Ele criticou a falta de uma política sanitária do governo federal diante da pandemia de Covid-19. Quem não tem argumentos parte para a agressão. É por isso que a corja fanática bolsonarista tenta intimidar fisica

Obedeçam a deus e esqueçam os pastores

Blog, Wagner Melo
Cresci ouvindo que deus é onisciente, onipotente e onipresente. Isso foi antes dele ser aprisionado pelo neopentecostalismo, esta vertente que usa a divindade como um mero instrumento político ou um meio de dar dinheiro e poder a homens de índole duvidosa. Acho que o ministro Gilmar Mendes deve ter tido essa clareza ao decidir manter os currais eleitorais e fonte de arrecadação de dinheiro fechados, ao menos, em São Paulo. Com fé em qualquer coisa, o plenário do Supremo deve derrubar a reabertura dos templos em todo o país nesta quarta (7). Mais uma vez, Mendes teve que corrigir uma cagada do colega ministro do STF Kassio Nunes, que liberou os cultos e missas, em meio a uma pandemia, tomando como base de seu descalabro uma decisão da... Suprema Corte dos Estados Unidos. Quem se

Nossas energias estão sendo mal direcionadas

Blog, Wagner Melo
Enquanto o coronavírus faz mais de 3,5 mil mortes por dia no Brasil, estamos gastando energia desnecessariamente contra o Bolsonarismo. Nesta quarta-feira (30), o Congresso Nacional reagiu fortemente e rechaçou um projeto de lei que, se aprovado, autorizaria Bolsonaro a decretar Estado de Sítio com prerrogativa de crise sanitária. Hoje, isso só é permitido em caso de guerra. Tão nocivo quanto o novo coronavírus é o bolsonarismo. Essa gente está sempre esticando a corda para testar os limites da democracia. É desgastante combater diariamente a escalada autoritária desse governo. Com a medida, o presidente teria amplos poderes para bloquear as ações de governadores e prefeitos, que têm evitado mortes. Aliás, acredito que se fortalece a tese de que o presidente aposta no caos. Tod

O gesto supremacista não pode ficar impune

Blog, Wagner Melo
Parece absurdo, mas, temos judeus que se identificam com discursos de teor nazista, como o de um ser vivo que comparou quilombolas a bichos ao definir o peso deles em arrobas, durante palestra na Hebraica (RJ), e foi aplaudido sob risos. Felizmente, são uma minoria. Por outro lado, há os judeus que têm a consciência da barbárie que seu povo sofreu e sentem calafrios toda vez que a história dá sinais de que pode se repetir, seja com eles ou com outra minoria - tratemos os palestinos como um caso à parte. Uma destas iniciativas de conscientização das mazelas históricas é o Museu do Holocausto (PR). Infelizmente, os supremacistas estão se sentindo cada vez mais empoderados, o que torna difícil o respeito e a convivência pacífica com a diversidade, segundo relato que reproduzo da página

Maria do Rosário tem razão

Blog, Wagner Melo
“A Ministra Carmem Lúcia mudou seu voto e declarou Moro parcial. Só muda de ideia quem as tem. E mais, entre o primeiro voto e agora, Moro foi desmascarado por sua própria sede de poder. O resultado do que fez Moro é Bolsonaro e a mortandade no Brasil”. A declaração e da deputada petista Maria do Rosário, logo após o STF confirmar, por 3x2, a suspeição do juiz Sérgio Moro no processo contra Lula, no caso do Triplex. Carmem, que mudou o voto, considerou que Moro não deu ao ex-presidente o amplo direito de defesa e foi totalmente parcial no julgamento. A Ministra Carmem Lúcia mudou seu voto e declarou Moro parcial. Só muda de ideia quem as tem. E mais, entre o primeiro voto e agora, Moro foi desmascarado por sua própria sede de poder. O resultado do q fez Moro é Bolsonaro e a mortand

O melhor remédio é vacinar em massa. E trocar de presidente

Blog, Wagner Melo
Sentado no sofá (mentira, estava deitado) para ver o noticiário, me deparo com reportagens em emissoras distintas, mostrando algo que vem crescendo juntamente com a infecção por Covid-19: a fome. Pessoas enfrentam filas por uma quentinha, para muitos, a única refeição do dia. Entre aquelas pessoas havia um homem vibrando após pegar uma quentinha com feijoada que iria dividir com a mulher e dois filhos. Outro senhor, já aposentado, iria passar fome se um vizinho não tivesse dado carona a ele, pois não havia transporte. A causa desse surto de fome não é apenas o desemprego. A carestia tem feito as compras das famílias dos brasileiros diminuírem. Carne, arroz e óleo de soja são alguns dos itens que estão pela hora da morte. Muita gente já não faz as três refeições diárias porque o bo

Ou conter os fanáticos armados ou morrer pelo Brasil

Blog, Wagner Melo
No Brasil de Bolsonaro, a luz no fim do túnel é um trem sem freio vindo em nossa direção. É preciso que gente equilibrada assuma o controle desse trem desgovernado que vem se tornando o Brasil ou as conseqüências serão gravíssimas. A última investida dos psicopatas foi contra a médica LudhmiIa Hajjar. Em entrevista à CNN Brasil, a respeitada profissional, que estava cotada para assumir o Ministério da Saúde e declinou do convite, contou que em 24 horas foi alvo de ameaça de morte. Durante a madrugada, segundo a médica, tentaram invadir duas vezes o quarto do hotel em que ela se hospedou na capital federal. É terrorismo ou não é? Estamos assistindo passivamente, e com as instituições acovardadas, a uma escalada de intolerância, aliada à liberação de armas e um crescente fanatism