28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Autor: Wagner Melo

Por trás da moral e dos bons costumes…

Blog, Wagner Melo
Cada cidadão politicamente consciente deve ter o espírito de Papai Noel. Por quê? Haja saco para a hipocrisia que reina no debate político depois dessa ascensão conservadora maligna. Eles tiram da pauta discussões de políticas públicas para melhorar a saúde, a educação, a segurança, a infraestrutura e a geração de emprego, para polemizar sobre o que cada pessoa faz com os seus pênis, ânus e vaginas, o que não é da conta de ninguém. É uma gente suja, mentirosa e promíscua, que se elege com um discurso falso de defesa da família, da moral e dos bons costumes. Cortinas de fumaça para desviar o foco dos reais problemas do país. Já disse Aldemir Oliveira e Silva: "Por trás de todo moralista exacerbado, existe uma canalha dissimulado". Por isso, é bom abrir o olho e rejeitar político

Por ideias que nos permitam ser canalhas

Blog, Wagner Melo
Por Thiago Eloi "Eles escreveram letras de sangue no caminho que seguiam, e sua tolice ensinava que a verdade se prova com sangue. Mas o sangue é o pior testemunho da verdade; o sangue envenena até a doutrina mais pura transformando-a em ilusão e ódio do coração. E se alguém atravessa o fogo pela sua doutrina — o que isso prova?! Maior coisa, em verdade, é que da própria chama venha a própria doutrina." (Friedrich Wilhelm Nietszche, 1895) Se uma ideologia exige que você morra por ela, caso necessário, então é bem provável que esse conjunto de ideias esteja fundado em noções puramente irracionais. Penso nisso sempre que vejo soldados sendo enviados pra guerra. Convencer um jovem a matar e até morrer em nome de um ideal nacionalista — ou religioso, como é o caso do homem-bomba — me par

Prendam esses pais irresponsáveis, agora!

Blog, Wagner Melo
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está dando munição ao inimigo. Segundo uma fonte, no posto do Osman Loureiro o fluxo de vacinação – a pessoa relata que “primeiro faz o cartão, depois coloca no sistema, só depois que vacina no braço” – está ajudando aos animais antivacina. Como? Devido à burrice disfarçada de praticidade, muita gente deixa o local sem vacinar os filhos já que, no sistema, eles já constam como imunizados. Não faz diferença para esses pais irresponsáveis, mas, para a sociedade civilizada e para quem quer viver, sim. Esses bichos selvagens deixam as crianças desprotegidas. Daí, se elas pegam Covid, morrem e ainda levam uns quatro ou cinco da família juntos, os exemplares da esgotosfera terão argumentos para questionar a eficácia da vacina, pois, oficialmente, os pe

Foi-se o velho decrépito, ficou a estupidez

Blog, Wagner Melo
O “filósofo” Olavo de Carvalho morreu de uma doença de cuja existência ele duvidou, porém, deixou um grane estrago e elevou a indigência intelectual a um patamar lamentável para quem deseja a evolução da sociedade. Foi-se o velho decrépito, ficou perpetuada a estupidez. Nada disso foi por acaso. O advogado e professor Horacio Neiva, mestre e doutorando em Filosofia e Teoria Geral do Direito pela USP, que já foi um “olavete”, fez um texto impecável nas redes sociais, revelando como Olavo de Carvalho encontrou um campo fértil para propagar tantas bobagens e ser idolatrado por uma gente com quem não se deve andar junto nem na hora do recreio. “O legado é a autoconfiança injetada em jovens e adultos de baixa formação e leitura, mas que se sentiam metodologicamente validados em sua própri

Eles estão convencendo pais a não cuidarem dos próprios filhos

Blog, Wagner Melo
Em apenas uma noite, ouvi de duas pessoas conhecidas que elas estão em dúvida se vacinam ou não os filhos. São crianças que ainda não chegaram aos cinco anos de idade. O curioso é que todas tomaram as vacinas obrigatórias na infância sem hesitação. Isso me deixou muito triste porque mostra que a campanha perversa contra a vacinação e pela morte está conseguindo convencer pessoas a não protegerem seus bebês e a si mesmas contra o vírus mortal. A campanha de medo e desinformação tem até apoio estatal. É impossível não citar o vexame protagonizado pelos ministros Queiroga (Saúde) e Damares (Direitos Humanos), que tentaram forçar a barra e atribuir à vacina uma parada cardíaca sofrida por uma criança de dez anos em São Paulo. Ao final, provou-se que a crise foi fruto de uma doença congên
Maceió pode se diferenciar pela união do moderno ao tradicional

Maceió pode se diferenciar pela união do moderno ao tradicional

Blog, Wagner Melo
Desnecessária a polêmica em torno da cadeira gigante na orla marítima da capital. O mundo está cada vez mais digital e isso não tem volta. Criar os tais espaços “instagramáveis” na região turística de Maceió foi uma excelente estratégia de marketing da gestão JHC. Tanto que a prefeitura comemorou o aumento de 6.000% nas buscas pelo termo “Maceió” no Google, de acordo com o Google Trends. Como um dos principais destinos turísticos do Brasil, a cidade registrou um aumento monstruoso na sua divulgação, de forma espontânea. Isso é muito bom, porque fortalece o turismo, oxigenando um dos nossos principais pilares econômicos, por meio da inovação e da criatividade. Além das praias inigualáveis, da boa comida e da hospitalidade, Maceió oferece espaços divertidos para aquela selfie difer

2022, o ano que não deveria existir

Blog, Wagner Melo
O último ano-novo foi bem diferente. As pessoas pareciam desejar que 2022 acabasse logo, mesmo antes de começar. O motivo? Sempre ele, Jair Messias Bolsonaro. Este é o último ano do mandato presidencial e nunca o fim de uma era das trevas foi tão desejado. A expectativa de que o mal seja vencido e as maldades em sequência dessa gestão faz grande parte das pessoas quererem pular 2022 para 2023. Ninguém aguenta mais tanta desumanidade, falta de empatia e teimosia. Além do mais, a coisa anda tão difícil que 40% da população brasileira deixou de comprar roupas, sapatos e eletrodomésticos para poder pagar as contas de gás e luz, segundo reportagem exibida no Fantástico. Esses números são de pesquisa encomendada pelo Instituto Clima e Sociedade ao Ipec (Inteligência em Pesquisa e

Verbas da Covid-19 viram refeições fartas nas mesas dos militares

Blog, Wagner Melo
As mamães sempre dizem que crianças que comem bem ficam fortinhas e têm mais saúde. Os militares brasileiros seguem isso à risca e “raspam” o prato, segundo aponta o Tribunal de Contas da União (TCU). Foram cerca de R$ 500 mil gastos em 2020 com itens alimentícios de luxo, como picanha e filé mignon. O que eles não aprenderam com mamãe é que é feio pegar o que pertence aos amiguinhos. O banquete foi financiado com recursos destinados ao enfrentamento à Covid-19, que já matou 619 mil brasileiros. Itens considerados não essenciais, como bacalhau, salmão, camarão e bebidas alcoólicas também entraram na conta, segundo a Secretaria de Controle Externo de Aquisições Logísticas (Selog). Na cara de pau, o Ministério da Defesa informou que os militares atuaram no combate à pandemia. O r

Se o bem se unir, em 2022 a escolha será muito fácil

Blog, Wagner Melo
A pesquisa divulgada nesta terça-feira, 14, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), traz alguns dados animadores. Ela revela que, para 65% dos entrevistados, os estabelecimentos devem exigir o comprovante de vacinação dos frequentadores. Apenas 22% são contra. Outro aspecto importante: dois em cada três brasileiros (66%) têm medo de conviver, diariamente, com pessoas que não tomaram nenhuma das doses da vacina contra a Covid-19. A população brasileira, no geral, tem consciência dos riscos da Covid-19 e defende as medidas sanitárias para conter o novo coronavírus. Vide como, apesar das almas sebosas, a maioria tem decidido pela vacina e pela ciência. Olha que dado preocupante: a pesquisa da CNI revela ainda que quem não recebeu nenhuma dose de vacina é quem tem menos medo de

Corrupção abençoada. Eu ouvi um “glória”?

Blog, Wagner Melo
Para uma ala evangélica tudo pode em nome do tal deus. Até desviar dinheiro público, “protegidos” por Cristo, eles acham que podem. Vejam a comemoração de Michelle Bolsonaro após André Mendonça conseguir passar pela sabatina no Senado para o STF: https://youtu.be/n65NXbAEGfQ Agora, vejam esse grupo de políticos rezando para agradecer pela propina recebida: https://youtu.be/WK0dzsV9YWU No caso da primeira-dama, ela vibra porque o ministro do Supremo “terrivelmente evangélico”, indicado pelo marido dela, deve herdar um pedido de investigação contra ela pelos cheques depositados por Fabrício Queiroz. Já ouviram falar na “dança da pizza”? A então deputada Angela Guadagnin (PT-SP) fez aquela cena ridícula em plenário para comemorar a absolvição de um colega no caso do Mensa