26 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Mundo

Descobertas sobre buracos negros garante Nobel de Física para trio de cientistas

No ano passado, trio venceu devido a nova compreensão da estrutura e da história do Universo

Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez foram anunciados nesta terça (6) como os ganhadores do Prêmio Nobel de Física de 2020 por suas descobertas sobre o buraco negro.

Penrose foi premiado “pela descoberta de que a formação de buracos negros é uma previsão robusta da teoria geral da relatividade”. Ele ficará com metade do prêmio.

Leia mais: Nobel da Medicina vai para Cientistas que ajudaram a identificar vírus da Hepatite C

Já Genzel e Ghez foram escolhidos pela “descoberta de um objeto compacto supermassivo no centro de nossa galáxia”. Ambos dividirão a outra metade do prêmio, de 10 milhões de coroas suecas, cerca de R$ 6,2 milhões.

Física

Penrose é britânico e professor da Universidade de Oxford. Genzel, alemão, leciona na Universidade da Califórnia, em Berkeley. Já Ghez é americana e leciona na Universidade da Califórnia, em Los Angeles. Ela é a primeira mulher premiada neste ano.

No ano passado, o Nobel de Física premiou James Peebles, Michel Mayor e Didier Queloz por suas contribuições para “uma nova compreensão da estrutura e da história do Universo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.