26 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Militares de Alagoas mantêm convocação de ato para o dia 13 de agosto

Categoria diz que inativos da PM e do Corpo de Bombeiros foram os mais prejudicados com a reforma da Previdência

Apesar de o governador Renan Filho (MDB) anunciar, nas redes sociais, que não vai alterar as regras de promoção para militares da ativa e nem das licenças especiais, as entidades que representam a tropa estão convencidas de que o ato público, convocado para o dia 13 de agosto, é mais do que necessário.

O presidente da Associação das Praças Militares de Alagoas (Aspra/AL), sargento Wagner Simas Filho, afirmou que, independentemente do recuo do Governo do Estado, outras queixas, tão importantes quanto estas, merecem a mobilização da classe.

“Não sei se foi estratégia política do governador. Mesmo se for, esperamos que a informação que ele postou seja definitiva. Apesar desta conquista, após a pressão que fizemos, ainda temos pontos reivindicatórios importantes, como o AL Previdência e a estruturação do Hospital da Polícia Militar”. Wagner Simas Filho, presidente da Aspra/AL.

O ato está marcado para as 15h, no próximo dia 13 de agosto, em frente ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, exatamente na porta do Centro Hospitalar.

De acordo com Simas, os servidores inativos da PM e do Corpo de Bombeiros foram os mais prejudicados com a reforma da Previdência, proposta pelo governador. Os aposentados e pensionistas passaram de desconto zero para 9,5%, uma verdadeira afronta à dignidade de quem já contribuiu tanto com a tropa.

No caso do Hospital da PM, as entidades cobram estruturação da unidade, principalmente neste período de pandemia, com a possibilidade de atender os militares infectados pelo novo coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.