26 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Paraná e Rússia firmam parceria por vacina para coronavírus

Pesquisadores questionam se a Rússia não está colocando o prestígio nacional à frente da ciência

O governo do Paraná assinou hoje um memorando de entendimento com a Rússia voltado ao acompanhamento de informações relacionadas a vacina Sputnik V, a primeira registrada contra o novo coronavírus no mundo.

De acordo com o governo paranaense, o memorando é uma espécie de “protocolo de intenções” para que a vacina eventualmente seja testada no Estado e, quem sabe, produzida também. Para isso, ela precisará de aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A parceria entre Paraná e Rússia a respeito da vacina já havia sido anunciada ontem. Uma reunião virtual entre o governador Ratinho Júnior e o embaixador russo Sergey Akopov realizada nesta tarde oficializou o acordo.

A vacina russa foi aprovada menos de dois meses após o início dos testes em humanos, o que levou pesquisadores a questionarem se a Rússia não está colocando o prestígio nacional à frente da ciência.

A aprovação pelo Ministério da Saúde russo veio antes do início dos testes clínicos em Fase 3 com milhares de voluntários — a etapa considerada normalmente como essencial para o registro de uma vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.