15 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Pesquisa diz que percepção sobre corrupção no Brasil cresceu no atual governo

Segundo o levantamento ‘A cara da democracia’, parcela dos que consideram que houve aumento é de 42%

A cara da corrupção: pesquisa de percepção da sociedade

“A Cara da Democracia” é o nome da pesquisa realizada pelo Instituto da Democracia e divulgada pelo jornal O Globo neste sábado (16). Os dados revelam que a percepção da corrupção pela população aumentou durante o governo Jair Bolsonaro (PL).

Segundo o estudo, 42% da população considera que houve aumento da corrupção no Brasil nos últimos quatro anos, durante o governo Bolsonaro – 32% dizem que aumentou muito e 10% que aumentou pouco.

Outros 23% dizem que não aumentou e nem diminuiu. Os que acreditam que houve redução da corrupção são 32% – 17% que diminuiu pouco e 15% que reduziu muito. Não sabem e não responderam somam 4%.

Em 2018, quando Bolsonaro usou o tema como principal mote de sua campanha, 41% diziam que a corrupção era o principal problema do país.

No entanto, diante de escândalos que estouraram antes mesmo de assumir o mandato – como das “rachadinhas” no gabinete do filho, Flávio Bolsonaro -, o presidente foi abandonando o discurso.

A pesquisa ouviu 2.538 pessoas de forma presencial em 201 cidades do Brasil. A margem de erro total é de 1,9 ponto percentual a nível nacional, e o índice de confiança é de 95%. O estudo reúne as universidades UFMG, Unicamp, UnB e Uerj, com financiamento de CNPq e Fapemig, e está registrada no TSE (BR-08051/2022).