25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Justiça

Pinheiro: Procurador-geral de Justiça recebe plano de contingência e evacuação

Após reunição com Defesa Civil, secretário municipal e Corpo de Bombeiros

O secretário municipal de Governo, Eduardo Canuto, a equipe técnica da Defesa Civil Municipal e da Estadual apresentaram ao procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, o Plano de Contingência para as áreas consideradas de risco do Pinheiro, Mutange e Bebedouro.

Na reunião no Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) também foi informado sobre a instalação de uma base unificada, na região do Pinheiro, com integrantes de todos os órgãos envolvidos no processo, que servirá para assistir mais de perto a população.

O procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar, falou sobre a importância de a Prefeitura de Maceió, por meio da Defesa Civil Municipal, elaborar o plano de contingência, ou evacuação, visto que passa maior segurança à população.

“Isso nos tranquiliza mais pois, nesta circunstância, a principal preocupação é a preservação de vidas e a tranquilização da comunidade. O Ministério Público já pediu o bloqueio de seis bilhões e setecentos e nove milhões das contas da Braskem, hoje à tarde já recebemos a informação de que a Justiça determinou a indisponibilidade de dois bilhões e seiscentos milhões, e vamos acompanhar todo o processo. A expectativa agora é sobre o laudo preliminar que está noticiado para ser entregue até o próximo dia 30”. Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, procurador-geral.

O secretário Eduardo Canuto enfatizou a importância da parceria e a busca por soluções para quem mora na região mapeada pela Defesa Civil.

“A base instalada no Pinheiro, a partir de hoje, com representação de todos os órgãos, também é um grande avanço, pois as pessoas poderão tirar as dúvidas e sentirem que há uma união de forças para melhor assisti-las ou ampará-las”. Eduardo Canuto, secretário municipal de Governo.

Sobre o plano de contingência e as questões relacionadas a evacuação e alojamento das famílias, caso sejam necessários, falou o secretário da Defesa Civil Municipal, Dinário Lemos.

“O plano de contingência não foi alterado, apenas dois pontos de encontro, em caso de emergência, foram retirados, o da Casa Vieira e o da Importadora e a população do Mutange pediu que fossem acrescentados o ginásio Tenente Madalena e o Sinteal. Tudo está organizado, temos mais de cem ônibus disponibilizados para um plano de evacuação e o local já foi decidido, que é o ginásio do Sesi”. Dinário Lemos, secretário da Defesa Civil Municipal.

O promotor de Justiça, Jorge Dória, que integra a comissão de Força Tarefa do MPE/AL, à frente dessa questão, afirma que o plano apresentado é de suma importância.

“Estamos acompanhando tudo de perto e esse novo plano de contingência e de evacuação representa mais uma medida preventiva, de proteção à população, no sentido de evitar qualquer tipo de dano”. Jorge Dória, promotor de Justiça.

Aproveitando a presença do promotor Jorge Dória, o chefe ministerial repassou-lhe o plano de contingência para que seja analisado pela comissão.