25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Servidor da Câmara de Maceió é preso acusado de estuprar 19 meninas

Benício Vieira foi preso em casa no bairro de Guaxuma

O servidor comissionado do gabinete do vereador de Maceió Chico Filho (PP), Benício Vieira de Lima, 45 anos, foi preso pela Polícia Civil de Alagoas, nesta segunda-feira, após a suspeita de ter estuprado ao menos 19 meninas, todas com idades entre 11 e 17 anos.

Outros 10 casos suspeitos estão sob investigação. De acordo com as vítimas, ele agia com violência, as obrigava a entrar no carro empunhando uma arma es ameaçavam caso elas gritassem.

Ele foi preso em casa, em Guaxuma, após sequestrar as meninas no Jacintinho e Feitosa. De acordo com a delegada Ana Luíza Nogueira, o homem é servidor da Câmara de Vereadores de Maceió e usava o carro que dirigia no trabalho para cometer os crimes, desde 2015.

Até agora, nenhum advogado se apresentou até o momento para fazer a defesa do servidor. Em nota, a Câmara Municipal de Maceió lamentou o caso e informou que aguarda o fim das investigações para que tudo seja esclarecido.

Benício Vieira, o acusado

“Ao mesmo tempo, espera que o servidor acusado tenha seu direito de ampla defesa garantido. Por fim, a Câmara reafirma sua confiança nas instituições policiais de Alagoas”. Nota da Câmara.

O funcionário, que recebia R$ 2,9 mil de salário, era funcionário do vereador Chico FIlho. Em nota, ele imediatamente disse que s solidariza com todas as vítimas e que vai pedir sua exoneração imediata. Veja a nota na íntegra:

Quanto a prisão de um dos seus assessores nesta segunda-feira o vereador Chico Filho informa:

Que se solidariza com todas as vítimas e repudia veementemente qualquer tipo de crime;

Que está assustado da mesma forma que toda sociedade, pois o assessor tinha mais de 15 anos de convívio familiar;

Que em nenhum momento sabia do uso de seus veículos ou de seu escritório para prática de crimes;

Que vai pedir imediatamente a exoneração do assessor;

Que está disponível às autoridades policiais e judiciais para contribuir com as investigações.

Vereador Chico Filho