29 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade

Dia: 5 de junho de 2022

Com 6 casos suspeitos de varíola dos macacos, Ministério da Saúde se põe em alerta

Com 6 casos suspeitos de varíola dos macacos, Ministério da Saúde se põe em alerta

Brasil, Saúde
A varíola dos macacos é a nova preocupação do Ministério da Saúde no País. De acordo com o último relatório técnico, subiu para seis o número de casos suspeitos. São dois casos em investigação em Rondônia, um em Mato Grosso do Sul, um no Rio Grande do Sul, um no Ceará e um em Santa Catarina. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que todos os pacientes com suspeita estão isolados e em monitoramento. "O governo federal segue reforçando a política de testagem para que possamos otimizar a confirmação diagnóstica da doença. Gostaria de trazer tranquilidade para a população brasileira, porque o governo está vigilante e atento. O Brasil está preparado para atender nossa gente", escreveu o ministro em uma rede social. O ministro Marcelo Queiroga afirmou que o ministério avalia a
Sefaz faz manutenção de sistema nesta segunda e serviços ficam indisponíveis

Sefaz faz manutenção de sistema nesta segunda e serviços ficam indisponíveis

Governo
  A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas informa que, nesta segunda-feira (6), os sistemas do Processo Administrativo Tributário Eletrônico (e-PAT) e do Domicílio Tributário Eletrônico (DT-e) da Sefaz-AL estarão indisponíveis entre os horários de 8h às 14h. De acordo com a Superintendência de Tecnologia da Informação (Suti) o objetivo é realizar processos de manutenção, correção e atualização dos dois sistemas, inclusive com novas funcionalidades, para garantir o desempenhando eficaz de todas as suas funções. Esse processo faz parte do projeto da Suti de modernização de todos os ativos de TI da Sefaz Alagoas que visa garantir a alta disponibilidade de seus sistemas de informação, proteger a integridade e o sigilo dos dados.
Em sua ânsia autocrata Bolsonaro quer povo armado contra a democracia no País

Em sua ânsia autocrata Bolsonaro quer povo armado contra a democracia no País

Blog, Marcelo Firmino
A democracia é um sistema político odiado pelos autocratas e ditadores. Eles não aceitam e não querem conviver com ela exatamente pela necessidade de imposição de suas vontades. O Brasil é mais uma democracia no mundo a sentir os efeitos de um governante que pretende se afirmar como um autocrata. Ele tem reagido aos direitos básicos da cidadania, a liberdade dos meios de comunicação e a princípios democráticos básicos, como a separação e autonomia de poderes. Pois é. As ameaças rotineiras de sua excelência, Jair Messias Bolsonaro (PL) - ao Supremo Tribunal Federal (STF), a justiça eleitoral, sociedade organizada e instuições que fazem a necessária defesa da democracia e da convivência cidadã no País - são aberrações da ânsia autocrata do governante que em nada aceita ser contrariad
Lula quer maioria no Congresso para acabar com o orçamento secreto

Lula quer maioria no Congresso para acabar com o orçamento secreto

Brasil
O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou neste sábado, 4, que é preciso fazer “uma campanha ferrenha” para “derrotar a bancada do orçamento secreto”. O instrumento revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo, aumentou o poder dos congressistas sobre o Orçamento federal e é usado para barganhar apoio ao governo Jair Bolsonaro. Parlamentares petistas, no entanto, também foram contemplados com as chamadas emendas de relator. As declarações do petista foram dadas durante evento com apoiadores e organizações de preservação do ambiente, em São Paulo. Na presença de parlamentares, Lula, que é pré-candidato ao Palácio do Planalto com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) na vice, afirmou que, para instaurar qualquer mudança na área, é preciso renovar o Congresso com
Ideia de Bolsonaro é debate na TV com perguntas combinadas pra não levar pancadas

Ideia de Bolsonaro é debate na TV com perguntas combinadas pra não levar pancadas

Brasil
O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmou que sua participação nos debates ainda não está decidida: “Vou ver, vou ver. Isso é questão de estratégia”, afirmou para jornalistas. Mas acrescentou que, se o seu principal concorrente, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), participar, ele também vai marcar presença. “Eu fecho agora: se Lula for, eu vou junto com ele”, disse, em visita a Foz do Iguaçu (PR) na sexta-feira, 3. Tanto Bolsonaro quanto Lula já sinalizaram sobre participações de debates no primeiro turno. O presidente da República justificou, na terça-feira, 31, a decisão de se ausentar, dizendo que queria evitar levar “pancada” dos adversários. Ele propôs também que as perguntas dos debates fossem combinadas previamente “para não baixar o nív