28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Após decisão do STF, Paulo Dantas reafirma candidatura ao governo

Deputado comemorou decisão do STF que manteve voto aberto e retomou processo eleitoral

Com a confirmação da eleição indireta para o Governo de Alagoas pelo Supremo Tribunal Federal, o deputado Paulo Dantas (MDB) reafirmou que será candidato a governador no pleito marcado pela Assembleia Legislativa para o próximo domingo (15), às 13h.

Para Paulo, o que se espera é que desta vez a oposição respeite as regras estabelecidas pelo Legislativo e não se utilize de estratégias para atrasar a realização da escolha do nome que vai concluir o mandato de Chefe do Executivo.

Leia mais: ALE publica novo edital e marca pra domingo eleição tampão

Na segunda-feira (9/5), o ministro Gilmar Mendes definiu que a eleição será por chapa composta por candidatos a governador e vice.

Além disso, o ministro também entendeu pela reabertura imediata do prazo para inscrições de candidaturas dentro das regras já estabelecidas, como, por exemplo, o voto aberto dos 27 deputados estaduais.

Na decisão, o ministro Gilmar Mendes demonstrou preocupação com a atual situação jurídica e política do Estado de Alagoas.

“A questão constitucional alusiva à dupla vacância é sensível, com repercussões práticas profundas no funcionamento cotidiano da máquina estatal. Trata-se de atípica situação de acefalia institucional que por esse mesmo motivo recebeu do Constituinte prazo peremptório de 30 dias para solução”.

Para Paulo Dantas, um dos pontos mais importantes na decisão do ministro foi justamente a que manteve o voto aberto.

“Essa é uma forma transparente de o cidadão saber como age o seu representante na Assembleia. Tem gente que aparece de bonzinho sorrindo no vídeo e é o vilão nos bastidores”, afirmou o deputado, desafiando o senador Rodrigo Cunha a gravar um vídeo defendendo publicamente o voto secreto, como fez na última semana, quando apareceu em vários vídeos tentando confundir o cidadão ao divulgar informações falsas sobre o processo eleitoral indireto, sem nunca assumir o que está sendo defendido nas ações judiciais de seus aliados: o voto secreto e sem transparência.

“Clareza, ética, honra e coragem são qualidades muito importantes na minha trajetória. E isso estará sempre em debate. Os deputados que hoje me apoiam são os que confiam na minha palavra e sabem que trabalho 100% pelo povo de Alagoas. Esses últimos dias foram intensos, foram momentos em que tivemos uma única certeza: de que a Justiça seria feita e que a eleição iria acontecer. Agora vamos às urnas e, com fé em Deus, vamos ser eleitos e trabalhar para continuar mudando o nosso Estado para melhor”.