24 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Arthur Lira age para ser como o imperador do Japão, diz Lula

Petista criticou novamente o atual presidente da Câmara, aliado do presidente Jair Bolsonaro

O ex-presidente Lula (PT) criticou mais uma vez, agora nessa terça-feira (3), o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL). O foco da vez foi sobre a importância das eleições ao Congresso Nacional.

“Se a gente ganhar as eleições e o atual presidente da Câmara continuar com o poder imperial, ele já está querendo criar o semipresidencialismo. Ele já quer tirar o poder do presidente para que o poder fique na Câmara dos Deputados e ele aja como se fosse o imperador do Japão”. Lula.

Leia mais: Arthur Lira articula para ser (ou se manter) primeiro-ministro do Brasil

“Ele acha que pode mandar, inclusive administrando o orçamento, que tem que ser administrado pelo governo, que é para isso que o governo é eleito. E é o governo que decide cumprir orçamento aprovado pela Câmara em função da realidade financeira do país”, continuou o petista.

O Japão é uma monarquia constitucional parlamentar, com chefe de governo (primeiro-ministro) e de Estado —ocupado pelo imperador Naruhito, que assumiu em maio de 2019 e possui função cerimonial.

Campanha

Líder nas pesquisas eleitorais, o ex-presidente afirmou ainda que irá viajar o Brasil em sua campanha e que ela não será só pelas redes sociais.

Lula também voltou a falar que a geração de emprego deve ser uma “obsessão”.O petista participou em São Paulo de ato da executiva nacional do Solidariedade em apoio à pré-candidatura de Lula à Presidência. A aliança foi fechada após turbulência no mês passado, quando o presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, ​foi vaiado em evento com Lula e sindicalistas.