14 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

Das fronhas às esposas amadas: a brutalidade cultuada no coronelismo

Municípios continuam currais eleitorais de capitanias hereditárias

O coronelismo político mantém seu protagonismo em Alagoas, um dos Estados mais conservadores da Federação.

Nesse tempo, quando a campanha eleitoral descamba no interior do Estado para que os atores políticos passem a desrespeitar as mães e esposas alheias, quando expõem até a pluralidade das fronhas de forma preconceituosa, só demonstra que as velhas práticas do passado nefasto não foram abandonadas.

Pelo contrário. Continuam cultivadas como demonstração de força, machismo e absoluta falta de vergonha.

O coronelismo criou sua elite que hoje domina currais eleitorais no Estado e esta não admite mudança de rumos no poder.  Daí, transformam os municípios em capitanias hereditárias para o deleite de pais, mães, filhos, filhas, irmãos, primos, primas…

E com essa cultura no palanque eleitoral os discursos ultrapassam os limites da civilidade e ganham contornos de bestialidade que podem levar a situações ainda mais problemáticas.

Senhores, deem-se ao respeito!

E mais: mãe e esposa nenhuma merece tamanha brutalidade.

Que futuro poderão ter esses currais?

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.