23 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Dia nacional de luta: jornalistas se mobilizam pela imunização

Divulgação

O Brasil é o segundo país da América Latina onde mais morrem profissionais de imprensa em decorrência da Covid-19, segundo informações divulgadas pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj); o primeiro é o Peru. E esses números têm ganhado celeridade assustadora nos últimos três meses. Na quinta-feira passada, durante entrevista ao blog Por Elas, no instagram @Eassimnotícias, a presidenta da Fenaj, Maria José Braga, confirmou 213 jornalistas mortos até então, em todo o país, em decorrência da pandemia. Hoje já são 224 – 11 a mais, num espaço de apenas 5 dias.

Em Alagoas, quatro profissionais morreram em decorrência do vírus, nos meses de abril e maio. E muitos têm adoecido, recentemente.

Não é a toa que a categoria vem promovendo em todo o país uma campanha pela vacinação desses profissionais, que apesar de não terem parado durante a pandemia – porque informação é atividade essancial para ajudar a salvar vidas – não foram incluídos em nenhum grupo prioritário no Plano Nacional de Imunização.

Sem prescindir da bandeira que defende “#vacinaparatodosetodas, a campanha #VacinaAImprensa tenta mostrar quanto os profissionais de imprensa estão expostos, no exercício diário de suas atividades, ao vírus que já matou quase meio milhão de brasileiros e brasileiras.

Nesta quarta-feira (9) jornalistas de todo o país participam de um Dia Nacional de Luta promovido pela Fenaj e sindicatos da categoria, em defesa da imunizasção dos profissionais de imprensa; uma mobilização que acontece em formato híbrido, com manifestações virtuais e presenciais (respeitando os protocolos de segurança). A ideia é que todos vistam azul e engrossem o movimento, manifestando, de alguma maneira, a sua mensagem.

Em Maceió, os profissionais e o Sindicato dos Jornalistas se preparam para fazer subir a hashtag #VacinaAImprensa, logo nas primeiras horas da manhã. Um ato presencial está marcado para as 9h, com concentração na frente do Palácio do Governo  e, na sequência, em frente à sede da Prefeitura de Maceió, no bairro de Jaraguá.  O objetivo é reforçar as ações pela inclusão dos profissionais da mídia entre os grupos prioritários de imunização contra a Covid-19, uma vez que exercem atividades essenciais e trabalham na linha de frente, apurando e noticiando informações, principalmente sobre a pandemia, a vacinação e todas as situações que se referem ao coronavírus.

Entre as iniciativas de mobilização, está o trabalho de sensibilização de gestores estaduais e municipais, parlamentares e da sociedade em geral; ações nas redes sociais e um abaixo-assinado a um manifesto nacional pela imunização, que pode ser acessado neste endereço.

Portanto, não se acanhe. Nesta quarta-feira, vista-se de azul, faça a sua foto e mande seu recado em apoio a essa luta, com as hashtags #VacinaAImprensa, #VacinaParaJornalistas, #VacinaJá.