29 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Esportes

Rebaixamento e acesso: Veja as chances matemáticas de CRB e CSA nesta reta final de Série B

Papo dentro de campo é outro e times precisam se manter regulares nos últimos seis jogos do campeonato

A 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro ainda não terminou. E com dois jogos de times que estão na parte de baixo da tabela, o CRB é o maior interessado, mas o time alagoano venceu seu jogo nesta rodada, assim como o CSA, e já projetam matematicamente como estão suas chances para o próximo campeonato.

O Galo, que caiu de rendimento após a saída do artilheiro Léo Gamalho, vinha se aproximando perigosamente da zona de rebaixamento. Mas após vencer o Avaí fora de casa, abriu cinco pontos do Z4 e ganha um respiro para as próximas seis rodadas. Matematicamente, segundo o Tristão Garcia, o Galo tem um risco de 3% de ser rebaixado.

Das quatro vagas, duas praticamente já estão definidas, com Oeste e Botafogo-SP. Com péssimas campanhas, os times precisaram não só vencer seus 6/7 últimos jogos, como depender dos resultados de rivais.

A briga no Z4 é então praticamente contra duas vagas, ocupadas hoje por Paraná e Náutico, exatamente os times que jogam hoje. O time do Sul recebe em casa o Botafogo-SP, esse já entregue, e os pernambucanos o Confiança, que está no meio da tabela.

Mas como nessa matemática não adianta de nada se seu desempenho em campo não corresponder, o Galo precisa de mais pontos para fugir da degola.

Como apenas uma vez um clube fora rebaixado com 45 pontos (Coritiba em 2009), o CRB precisaria de pelo menos uma vitória e dois empates em seus últimos seis jogos na competição.

E será um mês de janeiro intenso, de tudo ou nada para o Galo. Já em seu próximo jogo, no Estádio Rei Pelé, nesta sexta (8), o confronto é direto. O Confiança tem um ponto a menos e vem uma posição atrás do CRB, em um jogo muito importante para as duas partidas.

Outro confronto direto, lá para o dia 19, também no Rei Pelé, é contra o Figueirense, atualmente o primeiro time fora do Z4. Portanto, não tem como ser diferente: se o CRB não quiser começar o ano rebaixado, estes são os jogos a vencer. Em casa, contra adversários diretos.

CSA

Do outro lado da tabela, o CSA tem pretensões melhores. O time que novamente acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, o que vem se tornando algo bem possível, especialmente após a vitória na rodada passada.

Atualmente na quarta posição, portanto no G4, o Azulão tem matematicamente junto com o Juventude 56% de chances de subir de divisão. E assim como no Z4, o G4 tem dois times desgarrados: América-MG e Chapecoense estão disparados na liderança e ambos têm 99% de chances de subir.

Portanto, a briga fica restrita a duas vagas. Briga que será intensa, pois ao contrário do nervosismo na fuga do Z4, onde historicamente todos os times têm uma tendência maior de perder seus confrontos, a obrigação da vitória na parte de cima tem um peso maior. Isso por qualquer empate pode eliminar chances de subir.

Com 51 pontos, o CSA abre a zona de acesso, um ponto atrás do Juventude, mas empatado com o Cuiabá, clube que pode ser sua maior dor de cabeça em campo. O Guarani, por exemplo, com 47 pontos, está mais de uma vitória atrás e tudo indica que, por enquanto, a briga será entre esses.

Mas é preciso vencer em campo.

Ao que parece, a tabela do CSA é extremamente favorável. Dos últimos seis jogos a disputar, quatro são contra times que hoje lutam contra o rebaixamento. Entretanto, todos fora de casa.

Seu próximo confronto, na sexta (8) é fora de casa contra o Figueirense, atualmente o primeiro time fora do Z4. Depois vem o Paraná no dia 12, hoje o 18º, que mesmo vencendo sua partida de hoje, no mínimo empataria em pontos justamente contra o Figueirense.

E em sua viagem de jogos com obrigações de vitória, estão ainda confrontos contra o Botafogo (19) e Náutico, no desfecho da Série B, no dia 30.

No Rei Pelé, os confrontos são contra Avaí (16) e Brasil de Pelotas (22), times já sem pretensão e que estão no meio da tabela. E com 56% de subir, é bom que o CSA melhore estes números. A tabela também parece favorável. Que continuem apresentando bom desempenho em campo.