1 de março de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Viva a liberdade! Imunização da população idosa inicia a massificação da vacina em Maceió

Secretário Municipal de Saúde Pedro Madeiro é o entrevistado de hoje, na Live do blog Por Elas, no instagram @Eassimnoticias

Nosso entrevistado de hoje, na Live Por Elas, no Instagram @eassimnotícias, será o secretário municipal de saúde, Pedro Madeiro. Vamos fazer um balanço do primeiro dia de vacinação da população idosa – acima de 85 anos – em Maceió. Quantas pessoas se vacinaram? Quais as expectativas? Quais os principais problemas enfrentados? Quem estará na próxima etapa?

Com o início da vacinação da população idosa, com idade acima dos 85 anos, na manhã desta quinta-feira (28), o município de Maceió iniciou o processo de massificação da vacina contra a Covid-19. Por enquanto, a imunização estava restrita praticamente ao ambiente hospitalar, contemplando os profissionais de saúde que atuam na linha de frente de tratamento das vítimas do coronavírus.

A vacina chega num momento em que os números da pandemia voltaram a crescer e assustar em todo o país. Ontem, o Brasil registrou 1.283 óbitos em 24 horas. Hoje, Alagoas registrou 433 novos casos de Covid-19, com 9 óbitos confirmados, sendo cinco na capital – uma delas, com 57 anos, as outras quatro, com idade acima dos 70 anos. No estado já morreram 2.719 pessoas, desde que começou a pandemia da Covid-19.

Mas hoje foi um dia histórico para as pessoas idosas que sobreviveram até aqui e foram contempladas com a dose inicial da sonhada imunização. Um dia muito esperado para quem está isolado em casa há quase um ano, e nem a quantidade de chuva que caiu no início da manhã foi empecilho para quem se levantou do alto dos seus 85 – 90 anos (ou mais) e foi à luta pela vida.

Enfrentou fila? Sim! Houve aglomeração? Sim! Nos três postos de vacinação da capital – instalados no shopping Pátio (parte alta da cidade); shopping Maceió, em Mangabeiras; e no estacionamento de Jaraguá, na região central. Era de se esperar que fosse assim. Houve até mesmo suspeita de injeção vazia (possível tentativa de desvio de dose da vacina, que está sendo investigado pelo Ministério Público). Comportamento extremamente condenável de uma profissional – seja por descuido ou intencional.

Mas nada disso pode diminuir a importância desse momento histórico. Até porque estivemos em um desses locais de vacinação e fui testemunha do esforço para que os erros de hoje fossem sendo ajustados para melhor atendimento a todos. O vice-prefeito Ronaldo Lessa estava lá, representando a Prefeitura, suando a camisa na busca de soluções. O secretário da Saúde, Pedro Madeiro, também estava lá, à frente da equipe, tentando resolver os problemas que surgiam. E com certeza, amanhã será melhor e a cada dia o processo vai se aperfeiçoando.

O que mais importa é que a vacina iniciou seu processo de massificação. Saiu das unidades de saúde para ir ao encontro da população e esse caminho não tem volta. Em breve estaremos vencendo essa longa batalha contra o vírus.

Hoje, o que eu vi nos olhos das pessoas vacinadas foi alívio e esperança. Uma esperança que enche de ansiedade o coração de quem aguarda a vez para também ser vacinado.

É como diz a minha Tia Chica, do alto dos seus 86 anos, que hoje, ao ser vacinada, expressou sua emoção numa fala simbólica: “Viva a vida; viva a liberdade!”

One Comment

  • Avatar Eriberto Buchmann

    Momento emocionante, momento de esperança. É o amor superando o ódio, é o compromisso superando o descaso e a irresponsabilidade, é a vida superando o vírus mortal. “Viva a vida, viva a liberdade”

Comments are closed.