29 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Artigo

15 de novembro: Salvemos a República antes que seja tarde

Que a República seja administrada com respeito e de forma igualitária

Por Jefferson Souza*

Hoje, 15 de novembro de 2021, dia em que comemoramos a Proclamação da República, faz-se necessário sabermos o contesto histórico da República Brasileira que teve início em 1889, tendo como primeiro presidente o alagoano Marechal Deodoro da Fonseca, movimento oriundo da insatisfação da elite, na esperança em recuperar às perdas que tiveram com a abolição dos escravos, tendo sido marcada por vários golpes de Estado pela instabilidade política decorrentes da inconfidência mineira, conjuração baiana, superando a monarquia com a aceitação das elites e a força do exército, garantindo os privilégios das classes dominantes com a negativa dos direitos das classes exploradas.

Situação que acarretou a Revolução de Canudos, devido aos problemas da exclusão social e, mais recentemente, com a deposição de João Goulart pelo exército, movimento das Diretas Já, greves no ABC Paulista e proclamação da Constituição de 1988, tendo como primeiro presidente Fernando Collor de Melo.

Em 2002, elegemos Luiz Inácio Lula da Silva, que fez um governo voltado na distribuição de renda com o Bolsa Família e na instabilidade econômica, que foi seguido no governo de Dilma Rousseff.

Não podemos deixar de falar nos casos de corrupção presentes em todos os governos da República, como no atual em que vivemos. Que a REPÚBLICA, res, coisa pública, oriunda da Revolução Francesa e Independência dos Estados Unidos, seja tratada e administrada com respeito, de forma igualitária, proporcionando aos habitantes que lhe compõe, melhores condições de vida no que tange a saúde, moradia, educação, alimentação, igualdade…

Exatamente como preconiza a nossa Constituição de 1988.

Salvemos a República, antes que seja tarde!

Jefferson Sousa é advogado