20 de novembro de 2020Informação, independência e credibilidade

Dia: 15 de novembro de 2020

Por um triz: Marechal Deodoro repete incrível situação de 2016

Por um triz: Marechal Deodoro repete incrível situação de 2016

Eleições 2020, Política
Marechal Deodoro viveu, neste domingo, uma situação idêntica à registrada na eleição passada, há 4 anos atrás, quando os dois adversários Junior Dâmaso e Cacau Filho se enfrentaram pela primeira vez na disputa pela prefeitura. Numa concorrência acirradíssima, em 2016, Junior liderava com uma pequena vantagem, no final da apuração e seus eleitores chegaram a sair em carreata comemorativa, pelas rua da cidade, quando um verdadeiro caldeirão de água fria deixou a todos estupefatos. Cacau virou no último instante e ganhou a eleição por uma diferença de 6 votos. Uma situação que ninguém gostaria de viver novamente. Mas viveu! Na eleição deste ano, eles voltaram a se enfrentar na disputa pela prefeitura, Cacau pelo PMDB e Junior pelo PTB. E a cidade viu a história se repetir de for
Maceió vai para o segundo turno para decidir entre Alfredo ou JHC

Maceió vai para o segundo turno para decidir entre Alfredo ou JHC

Eleições 2020
A briga foi acirrada. Três candidatos chegaram colados na reta final da campanha para a Prefeitura de Maceió, mas as urnas confirmaram Alfredo Gaspar (MDB)  e JHC (PSB) para o segundo turno das eleições municipais da capital alagoana. Gaspar é o vencedor deste primeiro turno. O terceiro colocado, Davi Davino Filho (PP), cresceu na reta final, surpreendeu, chegando a conquistar empate técnico com os dois principais concorrentes, nas pesquisas eleitorais, mas no resultado das urnas acabou ficando para trás. O ex-prefeito Cícero Almeida decepcionou nas urnas. Nas primeiras pesquisas ele aparecia em terceiro lugar e aos poucos foi caindo e ficou na na sexta colocação, atrás da professora Valéria Correia (Psol), em quinto, e Josan Leite (Patriotas) que ficou em quarto. Valéria Corr
Apuração em Recife aponta disputa entre dois descendentes de Arraes no 2º turno

Apuração em Recife aponta disputa entre dois descendentes de Arraes no 2º turno

Blog, Por Elas
Em Pernambuco, dois descendentes do ex-governador Miguel Arraes estão na briga pela Prefeitura do Recife e podem levar dois partidos de esquerda para o segundo turno. É o que indicam os resultados até agora. Com 36,54%(*) das urnas apuradas, Marília Arraes (PT), neta do ex-governador, lidera a corrida com 28,62%. Coladinho nela, o primo João Campos (PSB) bisneto de Arraes, conta 28,14%. Ainda é muito cedo para se pensar nesse resultado como definitivo. Bem atrás deles, com 25,79%, vem o candidato do DEM, Mendonça Filho. E ainda faltam quase dois terços das urnas. Mas a tendência de um segundo turno entre os dois primos já vinha sendo apontada nas pesquisas de intenção de voto. Marília, é filha de Marcos, sexto filho de Miguel Arraes. E João, é filho do também ex-governador Eduardo Ca
Ângela Vanessa é a primeira mulher eleita prefeita de São José da Laje

Ângela Vanessa é a primeira mulher eleita prefeita de São José da Laje

Alagoas, Eleições 2020
Jovem e solteira, Ângela Vanessa é a primeira mulher da história do município de São Jose da Laje, na zona da mata alagoana, a se eleger prefeita. Ela foi eleita pelo Partido Progressistas em uma coligação denominada  “Juntos Vamos Fazer Muito Mais”, composta pelos partidos PSD, PSC, PSL e PSB. Ângela Vanessa compõe o grupo político que está atualmente no comando da prefeitura do município.
Em Poço das Trincheiras, candidato da oposiçao se elege após seis derrotas para o mesmo grupo

Em Poço das Trincheiras, candidato da oposiçao se elege após seis derrotas para o mesmo grupo

Eleições 2020
Em Poço das Trincheiras, o candidato da oposição, Valmiro Costa (PSDB), ganhou a eleição disputando contra o grupo político de Gildo Rodrigues, que mantinha o poder há cerca de 40 anos. Só ele - o próprio Gildo - já foi prefeito pelo menos sete vezes, uma delas disputando com a ex-mulher, a atual prefeita Aparecida Ferreira Rodrigues, de quem voltou a ser aliado, elegendo-a duas vezes. Era candidato nas eleições deste ano, mas morreu, ainda na pré-campanha, vítima de um câncer. Foi substituído na disputa, pela prefeita Aparecida, que desta vez não conseguiu a reeleição. Valmiro é agrônomo e ex-funcionário da Emater, e chegou ser vice de Aparecida, em um dos três mandatos que ela exerceu. Persistente, ele já vinha tentando chegar à prefeitura há pelo menos seis eleições, sempre disput
Marcelo Beltrão derrota candidato de Marx Beltrão em Coruripe

Marcelo Beltrão derrota candidato de Marx Beltrão em Coruripe

Alagoas, Eleições 2020
O deputado estadual Marcelo Beltrão (PP) conquistou uma vitória emblemática na cidade de Coruripe, vencendo 0 primo Maykon Beltrão (PSD), na disputa pela Prefeitura Municipal. Maykon Beltrão, o candidato derrotado, é irmão do deputado federal Marx Beltrão (PSD), que tinha a disputa eleitoral no município como uma questão de honra. Coruripe representa um colégio eleitoral importante em Alagoas e que desde o início da década de 80 que a prefeitura do município está nas mãos da família de Marx Beltrão. Marcelo, o prefeito eleito, representa uma dissidência no bloco político.  
Erro na gravação de resultados atrasa divulgação de apuração

Erro na gravação de resultados atrasa divulgação de apuração

Eleições 2020
Por quê é sempre atrasada a apuração dos votos nas eleições realizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral em Alagoas? Historicamente, o Estado é sempre um dos mais atrasados na contabilização dos dados a serem divulgados à população. Maceió, por exemplo, está entre os tópicos mais discutidos no Twitter, mas como piada: justamente por ainda estar zerada a apuração. Nas redes sociais, surge a informação de que a demora é consequência de erro na gravação dos resultados da votação. O resultado de cada urna terá agora que ser recuperado no fórum eleitoral. Fontes do TRE dizem, no entanto, que o problema não compromete o resultado geral da eleições, por que os dados gravados anteriormente estão intactos. Em todo o Brasil O Sistema do TSE tem lentidão para divulgar resultados, em
Chicão é o prefeito eleito de Paulo Jacinto com 2.452 votos

Chicão é o prefeito eleito de Paulo Jacinto com 2.452 votos

Alagoas, Eleições 2020
O vereador do Democratas, Chicão, foi eleito neste domingo (15), prefeito do município de Paulo Jacinto. Ele representa a unificação do grupo de oposição ao atual prefeito Marcos Lisboa (MDB), que disputava a reeleição. Com a vice, Zilda Tenório, Chicão, batizado Francisco Fontan, incorporou o sentimento de mudança da população e fez crescer a onda azul na cidade, numa campanha animada com alto sentimento de democracia que contagiou a população e lhe garantiu a vitória. Chicão foi eleito 2.452 votos, contra 1.961 votos de Marcos Lisboa.  
Alagoas tem 92.596 casos da Covid-19 e 2.295 óbitos

Alagoas tem 92.596 casos da Covid-19 e 2.295 óbitos

Alagoas
O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), deste domingo (15/11), confirma mais 116 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 92.596 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 829 estão em isolamento domiciliar. Outros 89.357 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 902 casos em investigação laboratorial. Foram registradas mais quatro mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 2.295 óbitos por Covid-19. Quatro óbitos No boletim deste domingo (15/11), mais quatro mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo uma vítima da capital alagoana e três do interior do Estado. A de Maceió
Bolsonaristas e extremismo saem derrotados nesta eleição

Bolsonaristas e extremismo saem derrotados nesta eleição

Brasil
A votação expressiva que Bolsonaro recebeu em 2018 não acontece nas eleições municipais deste ano. E a avaliação é de ninguém menos que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em sua visão, muitos candidatos que tiveram apoio do presidente nas campanhas para prefeito deste ano tiveram dificuldades para decolar e correm risco de ficar de fora de um segundo turno. "Eu acho que Bolsonaro representa o tamanho do núcleo dele que era muito menor que os 46% de intenção de voto que ele teve, ele está voltando ao tamanho normal e a influência é menor, especialmente nas capitais onde a cobrança é muito maior do que nos municípios do interior". Rodrigo Maia. Maia acredita que o apoio que Bolsonaro teve após o episódio da facada tende a não se repetir e questionado se pre