13 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade

Dia: 6 de agosto de 2022

CSA, no Z-4, aprofunda a crise depois da derrota para o Bahia na série B

CSA, no Z-4, aprofunda a crise depois da derrota para o Bahia na série B

Esportes, Marcelo Firmino
O CSA aprofundou a crise ao perder para o Bahia neste sábado, 06, por  1 a 0, na Arena Fonte Nova, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O gol do Bahia foi marcado pelo atacante Igor Torres, ainda no primeiro tempo, apesar do CSA ter apresentado uma postura mais ofensiva na partida de hoje. Com o time azulino se mantém na zona do rebaixamento com 20 pontos. O problema é que a campanha do Azulão tem deixado insatisfeita grande parte da torcida do outrora clube do Mutange. Hoje o clima que envolve parte da torcida azulina é de xingamentos e ameaças contra a diretoria do clube. Diante disso, as informações de bastidores dão conta de que o técnico Alberto Valentim está para deixar o comando técnico do time. Já o Bahia, com o resultado, reasumiu a vice-liderança d
Campanha destaca importância do aleitamento materno para mãe e filho

Campanha destaca importância do aleitamento materno para mãe e filho

Saúde
Por Carol Amorim Durante o mês de agosto é realizada a campanha Agosto Dourado, de incentivo e informação sobre a importância do aleitamento materno – que previne mãe e filho de diversas doenças. Segundo estudo encomendado pelo Ministério da Saúde, o aleitamento materno está cada vez mais disseminado no Brasil. Porém, ainda precisa alcançar índices relevantes para a Organização Mundial da Saúde (OMS). O estudo encomendado pelo Ministério da Saúde, divulgado em 2020, foi denominado de Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani). Ele apontou que, das 14.505 crianças menores de cinco anos avaliadas entre fevereiro de 2019 e março de 2020, mais da metade (53%) continuou sendo amamentada no primeiro ano de vida. As menores de seis meses que foram amamentadas exclusivament
Collor oficializa candidatura ao governo do Estado com Leonardo Dias como vice

Collor oficializa candidatura ao governo do Estado com Leonardo Dias como vice

Eleições 2022
O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) confirmou, em convenção estadual realizada nesta sexta-feira (05), a candidatura do senador Fernando Collor de Melo ao governo de Alagoas. A decisão do partido é pautada pela concretização de um projeto que visa levar esperança aos alagoanos, com um governador com um olhar social e com ações que elevem o estado em áreas como saúde, educação, infraestrutura e emprego e renda. A Coligação Alagoas Verde e Amarelo é formada pelo PTB, Partido Liberal (PL) e Partido AGIR. Durante a solenidade, Collor esteve ao lado de Leonardo Dias (PL), que foi escolhido para ser o seu candidato a vice-governador,  Cabo Bebeto (PL), candidato à reeleição como Deputado Estadual, além de apoiadores que estiveram presentes no evento. Na visão de Collor, é ne
Saúde mantém aceso sinal de alerta contra Covid-19 que causou 3 mortes nesta 6ª feira

Saúde mantém aceso sinal de alerta contra Covid-19 que causou 3 mortes nesta 6ª feira

Alagoas, Saúde
O sinal de alerta volta a se acender entre as autoridades da saúde pública alagoana, desde que o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) desta sexta-feira, 05, registrou mais 59 novos casos confirmados e três óbitos por Covid-19. Foram vítimas pacientes com 51, 73 e 95 anos. No estado, são 319.005 casos confirmados da doença e 7.085 mortes de pessoas que moram em Alagoas. Já em investigação, de acordo com os dados da Sesau, são 1.670 casos. As vítimas residiam em Maceió: Um homem de 51 anos, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Universitário (HU), na capital. Uma idosa de 73 anos, era hipertensa, obesa, cardiopata e morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Benedito Bentes. A terceira vítima tinha 95 anos, do sexo masculino, er
Governo gasta R$ 213 bilhões fora do orçamento em pleno ano eleitoral

Governo gasta R$ 213 bilhões fora do orçamento em pleno ano eleitoral

Brasil
Nunca se falou tanto em teto de gastos. A norma limita o crescimento das despesas públicas. Mais de cinco anos após a promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 95 pelo Congresso Nacional, parlamentares aliado deram aval para que o governo Bolsonaro executasse R$ 213 bilhões fora do orçamento, incluindo aí o pulo do gato do "orçamento secreto". O montante foi analisado pela Instituição Fiscal Independente (IFI), vinculada ao Senado Federal. Desde 2019, o presidente Jair Bolsonaro (PL) articulou ao menos cinco emendas constitucionais para gastar além do que a norma do teto prevê. O teto de gastos foi criado no governo de Michel Temer (MDB), quando o país passava por recessão marcada pela crise fiscal. Gastava mais do que arrecadava e acumulava sucessão de déficits
Delegados da Polícia Civil de SP lançam carta aberta pela democracia

Delegados da Polícia Civil de SP lançam carta aberta pela democracia

Brasil
Cento e doze delegados da Polícia Civil de São Paulo lançaram, ontem, o documento Carta Aberta dos Delegados de Polícia pela Democracia. Trata-se da primeira manifestação de policiais depois do lançamento do manifesto Estado de Direito, Sempre!, que deve ser lido, no dia 11 de agosto, na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Entre os subscritores da carta estão o ex-delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo Domingo de Paulo Neto e o ex-diretor da Agência Nacional de Inteligência (Abin) Mauro Marcelo de Lima e Silva, além de outros delegados de classe especial — topo da carreira na Polícia Civil. O documento diz que os subscritores da carta "conscientes do papel institucional do delegado de polícia de ser o primeiro garantidor da legalidade e da justiça, manifestam a crença
Bolsonaro sanciona projeto que o autoriza a distribuir cestas básicas e tratores na campanha

Bolsonaro sanciona projeto que o autoriza a distribuir cestas básicas e tratores na campanha

Eleições 2022
O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou, ontem, o projeto que autoriza ao governo distribuir verbas federais mesmo em período eleitoral. De distribuição de cesta básica a tratores, a proposta, que agora virou lei, elimina a trava que impedia o Poder Executivo de direcionar recursos novos para redutos eleitorais, além de permitir uma série de manobras como o redirecionamento de verbas federais enviadas a estados e municípios. Para especialistas, a medida cria uma nova espécie de "pedalada". O projeto autoriza um conjunto de doações do governo federal para municípios e instituições privadas — redes de pesca, ambulâncias, tratores, máquinas agrícolas e emendas parlamentares — no meio da campanha. O texto dribla a Lei Eleitoral, que proíbe essa prática, ao mexer na Lei de Diretrizes Or