6 de março de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Agência Nacional atende Braskem e aceita reconsiderar exigência de medidas bilionárias

Segundo a empresa, medidas adicionais poderiam acarretar um valor estimado de aproximadamente R$ 3 bilhões

A Agência Nacional de Mineração (ANM) acatou o pedido de reconsideração feito pela Braskem acerca do ofício da ANM que exigia a implementação de medidas adicionais ao plano de fechamento de uma mina de sal-gema em Maceió.

Segundo a companhia, essas medidas adicionais poderiam acarretar um valor estimado de aproximadamente R$ 3 bilhões, se implementadas.

A decisão da ANM mantém a continuidade da implementação das medidas previstas no plano de fechamento de mina originalmente proposto pela companhia, cujo valor de R$ 1,2 bilhão já havia sido provisionado.

“Considerando que o plano de fechamento de mina é um processo dinâmico e de complexa execução, a ANM seguirá acompanhando os resultados das ações para fechamento e monitoramento de mina em execução pela companhia, podendo ser necessárias novas avaliações, exigências e provisionamentos no futuro”. Nota da Braskem.

Moradores recorrem

Outra notícia que os investidores devem repercutir hoje também vem de Maceió. Moradores de áreas afetadas pelo acidente geológico associado à operações da Braskem na região ingressaram com uma ação coletiva contra a petroquímica na Holanda para buscar reparações. O país é a sede europeia do grupo brasileiro.

A Braskem afirmou que a ação da Holanda envolve apenas 15 pessoas físicas “que afirmam residir em Maceió” e que vem tomando as medidas judiciais cabíveis.