29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Bolsonaro define os ministros que deixarão o governo

Lançamento da pré-candidatura à reeleição do presidente está marcado para o dia 26 deste mês

O presidente Jair Bolsonaro, após reunião hoje (17), já tem os nomes dos ministros que vão disputar as eleições deste ano e, com isso, deixarão o governo.

Em encontro no Palácio do Planalto, ficou definido que até o dia 2 de abril os nomes vão deixar a Esplanada dos Ministérios e em seus lugares, na maioria das pastas, servidores que já compõem a estrutura dos ministérios assumirão de forma interina.

Os ministros que sairão são:

  • João Roma (Cidadania);
  • Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia);
  • Damares Alves (Direitos Humanos);
  • Tarcísio de Freitas (Infraestrutura);
  • Flávia Arruda (Secretaria de Governo);
  • Tereza Cristina (Agricultura);
  • Onyx Lorenzoni (Previdência e Trabalho);
  • Gilson Machado (Turismo);
  • Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional);
  • Walter Braga Netto (Defesa).

Do que se sabe, o ministro João Roma deverá concorrer ao governo do estado na Bahia, assim como Onyx Lorenzoni e Tarcísio de Freitas disputarão o cargo no Rio Grande do Sul e em São Paulo, respectivamente.

Já o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, está cotado para assumir a função de vice na chapa presidencial. Caso isso aconteça, o atual comandante do Exército, general Paulo Sérgio, deverá ser nomeado como substituto de Netto.

O lançamento da pré-candidatura à reeleição do presidente está marcado para o dia 26 deste mês.