26 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

BRK realiza 1056 desobstruções na rede de esgoto e encontra pedras de gordura nas tubulações

Indevidamente descartados, materiais como óleo de cozinha e lixo em geral provocam entupimentos e causam transtornos na capital

Hábitos triviais inadequados podem aumentar consideravelmente os problemas que aparecem nas cidades, principalmente no período chuvoso.

É o caso dos entupimentos na rede de esgoto, muitas vezes provocados pelo descarte de materiais de forma indevida, como óleo de cozinha, papéis, embalagens plásticas, entre outros.

Desde 1º de julho, quando a BRK Ambiental iniciou a operação dos serviços de água e esgotamento sanitário da Região Metropolitana de Maceió, a concessionária tem encontrado diversos problemas deste tipo na rede de esgoto da capital, obstruindo a tubulação e impactando diretamente no funcionamento e na dinâmica da cidade.

Somente nos primeiros 40 dias de operação, 1056 desobstruções foram realizadas nas redes de esgoto de Maceió. Para mitigar possíveis entupimentos e avaliar a situação atual das tubulações, a concessionária também realizou uma vistoria preventiva em mais de 214km de rede de esgoto da capital.

De acordo com Wilson Bombo, gerente de Operação da BRK Ambiental em Alagoas, qualquer tipo de material pode causar o bloqueio do fluxo do esgoto na tubulação que o transporta até a estação de tratamento.

“No dia a dia de trabalho, temos nos deparado com muito lixo e grandes pedras de gordura nas tubulações, resultado do descarte inadequado do óleo de cozinha. Despejado irregularmente na pia, o óleo resseca com o tempo e forma blocos sólidos e duros como pedra, sendo um dos principais motivos de entupimento das redes da capital, além dos fios de cabelo, que entram na tubulação geralmente pelos ralos de banheiros. Além da população, restaurantes, bares e lanchonetes devem evitar essa prática e podem direcionar o óleo usado para instituições que o reutilizam e reciclam, por exemplo”. Wilson Bombo, gerente de Operação da BRK.

O entupimento da rede de esgoto gera inúmeros problemas, que vão desde o extravasamento, com o retorno do esgoto nas residências e vias públicas, até a ruptura das tubulações. No período de inverno, quando o nível de chuvas aumenta, isso impacta, inclusive, nas galerias de águas pluviais, que ficam cheias e podem causar alagamentos em diversos pontos.

Como contribuir para prevenir o entupimento da rede

Repensar alguns hábitos e adotar novas atitudes evitam transtornos na infraestrutura das próprias residências, nos serviços de saneamento da cidade e até no meio ambiente. Confira abaixo dicas sobre como contribuir para minimizar esses problemas:

  • Não descarte o óleo de cozinha na pia ou no vaso sanitário. Instale e realize a manutenção de caixa de gordura na cozinha. A caixa é uma pequena estrutura que retém a gordura e outros dejetos sólidos ao mesmo tempo em que abre passagem para os líquidos que serão lançados na rede de coleta. Armazenar o óleo usado em garrafas pet e destinar para a reciclagem é outra boa opção.
  • Retire os fios de cabelo que se acumulam nos ralos de banheiros e nos sifões de pias e jogue-os no lixo.
  • Não jogue fio dental, papel higiênico, preservativos ou outro tipo de material no vaso sanitário ou nos ralos.
  • Bitucas de cigarros e cotonetes também se acumulam e provocam obstruções. Utilize o lixo para descartar este material.

População deve acionar a BRK para reparos na rede

A população deve acionar a BRK Ambiental pelo 0800 771 0001, que funciona 24 horas, para a realização dos serviços nas redes de água e esgoto.

A partir deste contato, a concessionária deslocará equipes operacionais para o diagnóstico da situação e posterior execução dos reparos. O solicitante pode acompanhar o andamento dos serviços pelo protocolo de atendimento gerado no momento da ligação para o registro da ocorrência.