26 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Centro de Cultura e Memória do TJAL abre hoje ao público

Espaço funcionará com 50% da capacidade de lotação; uso de máscara será obrigatório

CCM traz fotografias e informações de casos importantes na história de Alagoas. Foto: Caio Loureiro

O Centro de Cultura e Memória (CCM) do Poder Judiciário de Alagoas será aberto ao público nesta quinta-feira (12). Uma solenidade às 10h30, com a presença do presidente do Tribunal de Justiça (TJAL), Klever Loureiro, e de outras autoridades, marcará a nova fase do museu, localizado na Praça Deodoro, no Centro de Maceió.

O CCM vai funcionar com 50% da capacidade de lotação, seguindo decreto estadual. Na entrada, será feita a aferição da temperatura dos visitantes. Também serão disponibilizados totens com álcool em gel. O uso de máscara durante a visitação será obrigatório.

Essa é a primeira vez que o Centro de Cultura e Memória abre ao público desde que foi inaugurado, em janeiro deste ano. De acordo com a diretora do espaço, Irina Costa, esse momento representa um marco para o Judiciário.

“O Centro foi pensado para o Judiciário e para Alagoas. É uma maneira de aproximar a sociedade alagoana do Poder Judiciário”. Irina Costa.

Segundo ela, o público vai encontrar no CCM um acervo interessante, com fotografias e documentos históricos que mostram desdobramentos jurídicos de casos emblemáticos na história de Alagoas, como o assassinato de Delmiro Gouveia, em 1917, e o impeachment do governador Muniz Falcão, em 1957.

“Fatos marcantes da recente história alagoana e brasileira também fazem parte do museu, que conta ainda com espaço dedicado aos grandes juristas de Alagoas”. Irina Costa.

Maquete em 3D do prédio centenário do Tribunal de Justiça de Alagoas. Foto: Caio Loureiro

Para o curador do espaço, juiz Claudemiro Avelino, a abertura do CCM será um presente para a sociedade alagoana. “O Centro está dotado de um projeto museológico moderno, bonito e arrojado, que facilita a interação do público com as informações que o espaço apresenta”, avaliou.

Os visitantes encontrarão informações sobre a instalação da Corte e a construção do Palácio da Justiça, projetado pelo arquiteto italiano Luigi Lucarini e inaugurado em 1912. Um dos destaques é uma maquete em 3D do prédio, com conteúdos ativados de forma interativa.

O Centro de Cultura e Memória do Judiciário funcionará de segunda a sexta, das 8h às 13h.