1 de março de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Deputado que votou em projeto para preso pagar tornezeleira agora está usando uma

Depois de ter sido preso há 1 mês, ele agora está em prisão domiciiliar com tornezeleira. Quem paga?

Júlio Garcia, agora de tornezeleira

Ora veja, quem diria…

Sabe aquela história de um dia é da caça e o outro é do caçador. É bem verdadeira.

Imagine só que em Santa Catarina, os deputados estaduais aprovaram uma lei para obrigar presos sob monitoramento de tornozeleira eletrônica a pagarem uma espécie de mensalidade de 176 reais pelo uso do aparelho.

Um dos defensores ferrenhos do projeto foi o deputado Júlio Garcia (PSD). Acontece que esse parlamentar foi preso há um mês na operação Alcatraz, da Polícia Federal, que investigou uma organização criminosa em empresas de tecnologia, suspeitas de corrupção, fraude em procedimentos licitatórios e lavagem de dinheiro  de R$ 500 milhões, em Santa Catarina.

Julio Garcia foi um dos presos – por decisão da juíza Janaína Cassol – por envolvimento na prática dos crimes investigados. E gora, a justiça determinou para ele a prisão domiciliar, mas com o uso da tornezeleira.

O que o povo catarinense quer saber é se ele vai pagar pelo uso do equipamento ou se vão anistiá-lo dessa conta que ele impôs para os presos comuns…

A informação é da revista Veja.