24 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Em uma semana de campanha, quase 14 mil alagoanos são vacinados contra a Influenza

Sesau alerta: vacina previne contra as formas graves da gripe, que podem evoluir para óbito

Na primeira semana da Campanha de Vacinação contra a Influenza, 13.805 integrantes do público-alvo foram vacinados em Alagoas, o que representa 1,20% das 1.198.127 pessoas que devem ser imunizadas este ano.

O primeiro balanço foi divulgado na tarde desta terça-feira (11) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que alerta os alagoanos sobre a importância da vacina, uma vez que ela previne contra as formas graves da gripe, evitando internações e óbitos.

Ainda conforme o balanço parcial produzido pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) em Alagoas, na primeira semana da Campanha de Vacinação contra a Influenza já foram vacinadas 8.965 crianças de seis meses a menores de seis anos, o que corresponde a 3,20%. No caso dos trabalhadores da saúde, já foram vacinados 2.700, representando um percentual de 3,10%.

Quanto às gestantes, o índice atingido é de 4,50%, o que equivale a 1.694 mulheres vacinadas. Já com relação às puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), 431 foram imunizadas em Alagoas, correspondendo a 7%. Ainda não há dados disponíveis no sistema de apuração das doses aplicadas quanto ao número de indígenas vacinados.

No total, a primeira fase da  Campanha de Vacinação contra a Influenza, que vai até o dia 26 deste mês, deve imunizar pelo menos 90% das 419.824 pessoas preconizadas.

“Fazemos um alerta para que os integrantes do público-alvo procurem o posto de vacinação mais próximo de sua residência, nos 102 municípios alagoanos. É importante ressaltar que a Influenza é um vírus tão perigoso quanto o da Covid-19, que causa síndrome respiratória aguda grave, pode se agravar, fazendo o paciente necessitar de internação e, inclusive, levar à óbito”, ressalta a assessora do PNI em Alagoas, Rafaela Siqueira.

Ainda segundo a assessora do PNI em Alagoas, as pessoas com suspeita ou com diagnóstico confirmado para Covid-19, só poderão tomar a vacina contra a Influenza após a recuperação total e pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas.

“E as pessoas do público-alvo que ainda não tenham se imunizado contra a Covid-19, devem tomar primeiro a CoronaVac, a AstraZeneca ou Pfizer e, somente após 14 dias, devem retornar aos postos de vacinação para receberem a dose da vacina contra a Influenza”, orienta Rafaela Siqueira, ao enfatizar que a contraindicação é apenas para quem tem histórico de alergia ao ovo de galinha.

Outras Etapas

A segunda etapa Campanha de Vacinação contra a Influenza 2021, que vai vacinar 423.879 pessoas, tem como público-alvo os idosos com 60 anos e mais, além dos professores e será realizada de 27 deste mês até o próximo dia 17 de junho.

Já a terceira e última etapa, que será iniciada no dia 18 de junho e vai até 9 de julho, vai vacinar 353.741 alagoanos, entre pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo e rodoviário, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do Sistema Prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Indígenas e Crianças

É importante ressaltar que, no caso das crianças com 6 meses até menores de seis anos que irão tomar a vacina contra a Influenza pela primeira vez, o esquema vacinal é composto por duas doses, com intervalo de 30 dias entre cada uma.

Já com relação aos indígenas, todos acima de seis meses de idade devem ser vacinados e, no caso das crianças indígenas com idade até oito anos, que irão ser vacinadas pela primeira vez, é necessário que se tome uma segunda dose após 30 dias da primeira.