21 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Mais de 10 mil litros de insumos da CoronaVac estão travados na China, diz Doria

Quantidade representa 18 milhões de doses de vacina contra a covid-19 e governador paulista culpa declarações absurdas de Bolsonaro pelo atraso

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta segunda (10) que 10 mil litros de insumos da vacina CoronaVac estão “travados” na China à espera de autorização para envio para o Brasil. Segundo Doria, esses litros representam 18 milhões de doses de vacina contra a covid-19.

Os milhares de litros de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) estão, segundo Doria, parados nos refrigeradores do laboratório Sinovac Biotech, que desenvolve o insumo.

O governador acusa o governo federal de estar causando problemas diplomáticos com o país asiático, o que estaria atrasando o envio dos insumos e, assim, retardando ainda mais a vacinação no Brasil.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mais uma vez atacou a China, chegando a falar sobre uma possível “guerra química” e os interesses políticos e econômicos dos chineses com a pandemia.

Desde o começo do mês, os diretores do Instituto Butantan temem que os próximos lotes de insumos da vacina cheguem atrasados ao Brasil e prejudiquem a meta de enviar 30 milhões de doses aos estados em maio. Há o risco de não haver mais entregas de vacinas por tempo indeterminado a partir desta semana.