30 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Ministro anuncia recursos para cidades afetadas pelas chuvas

Daniel Ferreira, sobrevoou Feliz Deserto, Rio Largo, Barra de São Miguel, Coruripe e São Miguel dos Campos ao lado de Arthur Lira

O governo federal reconheceu a situação de emergência em nove municípios de Alagoas por causa das fortes chuvas que atingem o estado. Outras duas cidades estão com processo de reconhecimento federal em andamento. 

Nesta sexta-feira, o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, sobrevoou as cidades mais afetadas pelas chuvas no estado, como Feliz Deserto, Rio Largo, Barra de São Miguel, Coruripe e São Miguel dos Campos, O ministro estava acompanhado do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira.

“Sobrevoamos algumas cidades, São Miguel dos Campos, Marechal Deodoro e Rio Largo, que foram afetadas. Vimos que as águas ainda estão descendo com força. Vamos rezar para que as chuvas deem uma trégua”. Arthur Lira.

Com a situação de emergência reconhecida, os municípios recebem, primeiramente, recursos para socorro e assistência.

“O primeiro recurso que a gente libera é para socorro e assistência. São cestas básicas, água, kit de colchões, higiene e limpeza, para que as pessoas que ficaram desalojadas possam ter o mínimo de conforto nessa situação. Os dois municípios mais afetados por enquanto foram Rio Largo e São Miguel dos Campos. Estamos liberando para esses dois municípios, também em publicação extra do DOU”. Daniel Ferreira.

Já o restabelecimento de serviços essenciais, como água e luz, limpeza urbana e  desobstrução de vias será feito ao longo da próxima semana. A informação é do ministro Daniel Ferreira. Ele explicou que há recursos federais destinados a reconstrução de infraestruturas destruídas pelas chuvas.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, neste sábado chuvas acima de 100 milímetros vão persistir sobre o leste do Rio Grande do Norte e deverão se intensificar no leste desde a Paraíba até Alagoas.  Já no domingo, os volumes mais significativos são previstos no litoral de Pernambuco e Alagoas.