1 de dezembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Motoristas de transportes complementares paralisam atividades em Alagoas

Categoria protesta contra transportes irregulares

Os motoristas de transportes complementares em Alagoas interromperam suas atividades, na manhã desta terça-feira (22), em protesto contra os veículos irregulares que circulam entre as cidades do estado sem fiscalização.

Os serviços dos complementares estão paralisados. A manifestação teve início por volta de 4h e muitos passageiros que seguiam nos transportes desceram dos veículos, seguindo viagempor outros meios.

Em Maceió, os carros pararam em pelo menos três pontos: no conjunto Eustáquio Gomes, no Trevo do Polo e em Satuba. O ato também está sendo registrado em outros pontos do estado, a exemplo de Atalaia, Teotônio Vilela, São Miguel dos Campos, Penedo e Porto Calvo.

O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) segue acompanhado o ato, controlando o fluxo de veículos nos pontos onde os motoristas dos transportes complementares estão concentrados.

O grupo deve seguir rumo para a porta do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), no Centro.

Táxi-lotação

A categoria cobra um posicionamento da Justiça sobre a decisão que proíbe a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) de fiscalizar o táxi-lotação.

Estes realizam transporte entre os municípios do interior e a capital alagoana, prejudicando a categoria, de acordo com o presidente do Sindicato dos Transportadores Complementares de Passageiros de Alagoas (Sintrancomp/AL), Maércio Ferreira

A atividade de táxi-lotação é ilegal e o motorista que for flagrado pode receber multa de R$ 293,47, além de perder sete pontos na carteira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.