20 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Nesta segunda acontece o Dia D de combate à hanseníase

Informações e atendimentos estarão concentrados em Unidades de Saúde da Família

Dando continuidades às ações do Janeiro Roxo, mês dedicado ao combate à hanseníase, o Programa Municipal de Combate à Hanseníase da SMS realiza, na próxima segunda-feira (27), uma série de ações simultâneas alusivas ao Dia D de combate à doença, celebrado mundialmente no domingo, 26 de janeiro.

O tema da campanha de 2020 é “Diagnóstico precoce para prevenção de incapacidades em hanseníase”.

As ações do Dia D estarão concentradas na Unidade de Saúde da Família (USF) Aliomar Lins (Benedito Bentes), II Centro de Saúde (Praça da Maravilha), USF São Vicente de Paula (Pinheiro) e uma mobilização na Estação de Trem, no Centro, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e o Instituto Morhan (Movimento de Reintegração de Pessoas Atingidas pela Hanseníase).

Nesses locais, serão informados os sinais e sintomas da doença com palestras em salas de espera, distribuição de material educativo, fichas de autoimagem e atendimento de casos suspeitos.

Segundo Vânia Bernardino, técnica do Programa Municipal de Hanseníase, com informação, é possível reduzir o estigma da doença e melhorar a detecção de novos casos.

“Esse é um importante momento e visibilidade do problema e sensibilização sobre a doença, de alertar a sociedade civil para os sinais e sintomas, incentivando a procura pelos serviços de saúde. Além disso, é preciso mobilizar os profissionais de saúde sobre a busca ativa de casos novos para diagnóstico precoce e prevenção de incapacidades”. Vânia Bernardino, técnica do Programa Municipal de Hanseníase.

Ao longo da campanha, outras unidades de saúde do Município também realizarão atividades simultâneas com palestras sobre cuidados básicos com a hanseníase, busca ativa de sintomáticos dermatoneurólogicos, palestras em sala de espera, distribuição de material educativo e fichas de autoimagem.

Durante o Janeiro Roxo também estão sendo feitas atividades de educação e comunicação em saúde voltadas ao enfrentamento do estigma e da discriminação.

Tratamento da doença

Para os pacientes portadores da Hanseníase, o tratamento da doença é gratuito e pode ser realizado nas unidades de saúde de Maceió. Após iniciado o tratamento, a pessoa para de transmitir a doença quase imediatamente. Quanto antes for feito o diagnóstico, mais rápida e fácil também pode ser a cura da doença.

O tratamento é feito por via oral, pela poliquimioterapia (PQT), uma associação de medicamentos que evita a resistência do bacilo e deve ser administrada por seis meses ou um ano, a depender do caso.