21 de setembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Policia

Polícia prende em Maceió pai de bebê de 2 meses que morreu vítima de abuso sexual

Mãe do bebê tem 13 anos de idade e não estava em casa no momento do crime

Um bebê de apenas 2 meses morreu após ser abusado sexualmente em casa, pelo pai, nessa segunda-feira (31), no bairro do Bom Parto, em Maceió.

A vítima, resgatada por vizinhos, já chegou morta na unidade de saúde Dayse Breda, na Levada. Ela presentava sinais de violência sexual e física. O bebê estava com um olho inchado, hematomas no braço, dilacerações na região dos testículos e lesões graves no ânus. Por isso, o Conselho Tutelar e a Polícia Militar foram acionados.

Segundo Alan Barbosa, chefe de serviço da Delegacia da Criança e do Adolescente, a mãe do bebê tem 13 anos de idade e não estava em casa no momento do crime.

“A vizinha contou que ouviu um choro muito alto e que nunca tinha ouvido uma criança gritar e chorar dessa maneira. Ela informou que encontrou o pai, e ele disse que o bebê tinha caído. A vizinha não acreditou e saiu com a criança no braço para a unidade de saúde, mas ela já estava morta”. Alan Barbosa.

Único suspeito, o pai da criança, que tem 21 anos, foi preso pela Polícia Militar, por homicídio qualificado. Ele, que não teve a identidade divulgada, foi encaminhado à Central de Flagrantes I.

Em entrevista ao portal TNH1, o delegado Francisco Medson Maia, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que o suspeito minimizou as agressões em depoimento à polícia e disse que deu apenas “tapinhas” nas nádegas da vítima.

“Foi um crime bárbaro, mais um que acontece dessa forma. Nós, ontem mesmo, fomos até a residência onde o bebê estava, fizemos os primeiros levantamentos e tudo que foi apurado vai ser usado na investigação da Polícia Civil. Foi um caso muito forte, que realmente choca”. Francisco Medson Maia, delegado.

O pai do bebê deixou recentemente o Sistema Prisional de Alagoas, onde cumpria pena por roubo. Os vizinhos dele confirmaram que o comportamento do suspeito era agressivo, tanto com a criança quanto com a mãe dela, uma adolescente de 13 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.