24 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Sikêra Jr. é condenado após chamar modelo trans de “raça desgraçada”

Apresentador da RedeTV terá de pagar R$ 30 mil à Viviany Beleboni, que encenou a crucificação de Cristo na Parada LGBT

Sikêra Jr. foi condenado a pagar R$ 30 mil de indenização para a modelo transexual Viviany Beleboni. Ela ficou famosa em 2015 por representar Jesus Cristo crucificado em uma encenação durante a Parada do Orgulho LGBT.

O apresentador da Rede TV!, bolsonarista e reverenciado pelos mesmos, utilizou a imagem da modelo ao tratar de um crime cometido por um casal de mulheres lésbicas. Isto é um “lixo”, uma “bosta”, uma “raça desgraçada”, disse ele na época.

“Você que fez isso com a imagem do meu Senhor Jesus Cristo, travesti, teve muita sorte porque o católico e o evangélico não quer o mal de ninguém. Ela quer dinheiro. Ela quer tirar dinheiro meu. Vamos ver quem ganha essa”. Sikêra Jr., ao ser processado.

O apresentador defendeu-se no processo dizendo que em momento algum quis compará-la às assassinas e que “apenas emitiu opinião sobre movimentos que, como a Parada Gay e seus adeptos, tratam com chacota os símbolos do cristianismo”.

O magistrado determinou, além da indenização, que a imagem da modelo seja retirada da reportagem sobre o crime, postada no youtube. Cabe recurso à decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.