21 de janeiro de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Ainda internado, Alfredo Gaspar relata a perda do pai e a gravidade da Covid-19

Escute o áudio do ex-procurador-geral de Justiça, que fala sobre seus pais, irmãs, esposa e filho também sendo infectados

O ex-procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, relatou as duras semanas que vem passando com sua família por causa do novo coronavírus. Internado com quadro clínico estável no hospital, ele falou sobre os familiares próximos afetados pela covid-19. E a perda de seu pai, Carlos Mendonça, na última quarta-feira (13).

Escute aqui o áudio na íntegra:

Carlos Mendonça atuou na direção local da LBA durante o governo Fernando Collor e, há anos, presidia o Instituto Arnon de Mello, entidade coordenadora das empresas Gazeta de Alagoas.

“Não é uma doença simples. A minha família teve um caso gravíssimo, que resultou em morte. Veio levando a família inteira, mamãe, papai, eu, a minhas irmãs, minha esposa, meu filho. Passei os primeiros dias internados e caí na besteira de querer ir pra casa. Aí foi ladeira abaixo! Chegar a uma hora que eu nem conseguia levantar a cabeça para tomar um remédio”. Alfredo Gaspar de Mendonça, ex-procurador-geral de Justiça.

Gaspar admitiu que a tentativa de realizar o tratamento em casa não foi bem-sucedida, tendo que que ser internado novamente, pois apresentou um aumento do comprometimento pulmonar.

“Voltei para ser internado de novo, sem força nenhuma. Foi quando papai morreu…e…e eu já estava muito mal, piorei mais ainda”, relatou com pesar. Nunca esperei que a gente fosse vivenciar isso dessa forma não. Não desejo para nenhum inimigo. Não é uma doença simples. A minha família teve um caso gravíssimo, que resultou em morte. E eu a minha mãe, a gente também entrou em um quadro grave”. Alfredo Gaspar de Mendonça.

Ele encerra o áudio reforçando a gravidade do vírus, afirmando que não deseja ‘nem para o pior inimigo’ as consequências da covid-19.

“É algo que requer extremo cuidado. Se eu pudesse dizer alguma coisa é que vale a pena se prevenir. As consequências e a forma desse vírus agir são imprevisíveis. Pode desabar de um instante para outro, acompanhei isso de perto. Eu vi o quanto estive perto de ir para uma intubação”. Alfredo Gaspar de Mendonça.

Na manhã de 2 de março, Alfredo Gaspar se fastou do cargo do Ministério Público Estadual (MPE). O anúncio havia sido mais um indicativo de que ele disputaria a Prefeitura de Maceió.

O nome de Gaspar como candidato a prefeito de Maceió ganhou mais força depois que, nos bastidores, ele passou a ter apoio do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, que está no final do segundo mandato e neste ano deixou o PSDB.