18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Desinformando, bolsonaristas tentam justificar fake news como simples “memes”

Jair ter “evitado nova Guerra Mundial” como falsa notícia da CNN Brasil é a nova bandeira do gado

Não só para o cidadão médio, mas para muita gente está cada vez mais difícil topar com um fonte de notícia certa e concreta. Redes sociais e o livre discurso proliferam na internet muita ladainha, besteira e mentiras deslavadas, que agora passam por notícia verdadeira.

O termo popular é fake news, a desinformação e mentira que passa por verdade. Algo que, infelizmente, vem sendo utilizada de forma institucional, provocando mais confusão ainda.

Exemplo mais recente é a piada sem sentido de Jair Bolsonaro, enquanto estava na Rússia, ter influenciado Vladmir Putin e ter trazido paz mundial.

Falar isso sobre Jair, um ser que possui preconceito declarado contra minorias e opositores, admite ser especialista em matar e que deseja uma guerra civil no Brasil, passa por pura paródia. É preciso ser um completo idiota, imbecil ou alheio da realidade para acreditar nisso.

O problema é quando um ex-ministro, que hoje trabalha em uma empresa que tem o apelido carinhoso de “Jovem Klan”, compartilhar a besteira como notícia. E tentar defender que, desde sempre, era pra ser “só um meme”.

A CNN Brasil, claro, preciso desmentir. Se o desmatador quisesse fazer disso um meme, por que não usar o nome da Jovem Pan News como responsável pela notícia?

O curioso é que bolsonaristas declarados estão criticando a imprensa por corrigir a mentira. Como se a esquerda ou jornalistas não entendesse o que é meme. Tão ridículo que, se ontem #BolsonaroEvitouAGuerra viralisou, a bola da ver é #Memes – e, quem diria, com #BolsonaroComunista.

Está tudo no discurso de pura desinformação. De influenciadores do governo ou mesmo gente de dentro dele brincando com desinformação, com piadas, agindo como se estivessem “mitando” em pura zoação no governo do país.

De volta com a presidência de Trump, e ainda presente em governos de direita, o termo fake news começou, curiosamente, com Adolf Hitler. Opositores e imprensa que batiam de frente contra o líder nazista eram chamados de “Lügenpress”, literalmente fake news.

Mas, o que deveria ser um assunto sério, acaba como piada. Uma falta de vergonha. Não só o cidadão médio consegue saber o que seria verdade, pois governo e imprensa aliada ajuda e muito na desinformação. Tudo uma grande piada. Que não tem graça.