4 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Família de Moro quer que ex-juiz largue a política e saia do Brasil

Terminado o direito a escolta da PF, Rosângela Moro acredita que seu marido já deu a contribuição que tinha que dar ao país

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro está sendo pressionado pela família a sair do Brasil. Pelo menos para passar uma temporada dando aulas de Direito em outro país.

Segundo a colunista Mônica Bérgamo, o objetivo é que o ex-juiz fique distante da política e de um possível projeto eleitoral de concorrer à Presidência.

Sua mulher, Rosângela Moro, acredita que seu marido já deu a contribuição que tinha que dar ao país e que a política partidária, com seus embates selvagens, não seria para ele.

Estaria na hora de novamente cuidar da vida pessoal e profissional. A segurança é outra preocupação da família do ex-ministro: neste mês ele acaba de cumprir a quarentena obrigatória desde que saiu do Ministério da Justiça, perdendo também o direito a escolta da Polícia Federal.

E isso também parte dele: Morojá disse a políticos que o visitam que não se sente inclinado a disputar um cargo eleitoral.

E o ex-juiz baixou o tom nas redes sociais em relação a Bolsonaro, até já dizendo, em conversas reservadas, que não deveria ter saído do governo da forma que fez: atirando.