29 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Mês: junho 2021

Covid-19: Dois bebês e alagoanos na casa dos 30 anos estão entre novas mortes confirmadas

Covid-19: Dois bebês e alagoanos na casa dos 30 anos estão entre novas mortes confirmadas

Alagoas
O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), desta quarta-feira (30/6), confirma 516 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 216.717 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.447 estão em isolamento domiciliar. Outros 207.278 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 12.120 casos em investigação epidemiológica. Foram registradas 20 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 5.340 óbitos por Covid-19. 20 óbitos No boletim desta quarta-feira (30/6), mais 20 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo três vítimas da capital alagoana e 17 do interior do Estado. As vítimas de
Oposição entrega superpedido de impeachment de Bolsonaro e pressiona Lira

Oposição entrega superpedido de impeachment de Bolsonaro e pressiona Lira

Política
Oposição e movimentos sociais protocolaram nesta quarta-feira (30) o superpedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Isso mesmo sem apoio político para que o processo prospere na Câmara dos Deputados. Cerca de 120 pedidos foram reunidos em um só, apontando mais de 20 tipos de acusações. A denúncia do empresário Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que afirmou ter recebido pedido de propina de US$ 1 por dose em troca de fechar contrato com o Ministério da Saúde, foi incluída como um pedido de investigação, mas não ainda como um suposto crime do presidente. O ato simbólico de apresentação teve discursos de líderes da oposição, como a presidente nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffmann (PR), e de adversários do presidente Jair Bolsonaro, como os deputados Kim Kataguiri (
Alagoas evita 2,8 mil mortes e tem 2ª menor taxa de óbitos por Covid do país

Alagoas evita 2,8 mil mortes e tem 2ª menor taxa de óbitos por Covid do país

Alagoas
Alagoas é o estado com a segunda menor taxa de mortalidade do país por Covid-19. Os dados são do Sistema Único de Saúde (SUS) e estão disponíveis no Painel Coronavírus, do Ministério da Saúde. Com 159,4 óbitos por 100 mil habitantes, Alagoas se consolida como um dos estados que melhor enfrenta a pandemia. O número contrasta com a média nacional, consideravelmente mais alta: o Brasil tem 245,5 mortes por Covid-19 a cada grupo de 100 mil pessoas. Se tivesse taxa semelhante à nacional, hoje Alagoas contabilizaria 8.228 mortes pelo novo coronavírus, muito mais que as 5.320 registradas até esta terça-feira (29), segundo atualização do Ministério da Saúde. A comparação revela que, pelo menos, 2.885 vidas foram poupadas no estado em comparação ao Brasil. O país tem 515.985 óbitos por Co

O cadáver de Lázaro deve ilustrar santinhos eleitorais em 2022

Blog, Wagner Melo
O assassinato do bandido Lázaro pela polícia de Goiás nunca explicitou tanto quem ganha, politicamente, com a espetacularização da violência. Mal o corpo do serial killer esfriou, o exército de gente estúpida começou a espalhar memes em que políticos de esquerda choravam pela morte do assassino em série. Envolvida até o pescoço com a ação de milícias, com as quadrilhas neopentecostais, com a banda podre da polícia e até com corrupção na aquisição de vacinas, a extrema-direita é, moralmente, protegida pelos “cidadãos de bem”. Isso é preocupante. Quem está do lado do estado democrático de direito e apoia o funcionamento correto dos órgãos e instituições do Estado é associado à “defesa de bandidos”. E quem apoia os direitos humanos é tido como o próprio satanás. Lázaro era um crim
Vítimas da Braskem cobram apoio de JHC em pedido de mediação ao MPF

Vítimas da Braskem cobram apoio de JHC em pedido de mediação ao MPF

Maceió
Nesta terça-feira (29), representantes da Associação dos Empreendedores no Pinheiro e Região Afetada e do Movimento Unificado das Vítimas da Braskem (MUVB) protocolaram um ofício na Prefeitura que formaliza os pleitos discutidos com o prefeito JHC há pelo menos seis meses, mas que já vêm sendo apoiados por ele desde a última campanha eleitoral. As lideranças foram recebidas por Ronnie Mota, coordenador do gabinete criado para tratar do afundamento do solo na cidade, que se comprometeu a agendar, para as vítimas, uma reunião diretamente com o prefeito. Dentre as reivindicações do documento, está um pedido de apoio ao requerimento protocolado no Ministério Público Federal para a mediação dos poderes públicos em negociações com a Braskem acerca de prazos e critérios indenizatórios.
Projeto de Cibele Moura visa garantir acesso aos absorventes higiênicos femininos

Projeto de Cibele Moura visa garantir acesso aos absorventes higiênicos femininos

Alagoas
O plenário da Assembleia Legislativa apreciou, nesta quarta-feira, 30, o projeto de lei ordinária nº 476/2021, de autoria da deputada Cibele Moura (PSDB), que institui e define diretrizes para a política pública Liberdade para Menstruar, no âmbito do Estado. A matéria, aprovada em segundo turno, tem como objetivo a plena conscientização acerca da menstruação, assim como o acesso aos absorventes higiênicos femininos, como fator de redução da desigualdade social, e visa a aceitação do ciclo menstrual como um processo natural do corpo; a atenção integral à saúde da mulher e aos cuidados básicos decorrentes da menstruação; e o direito à universalização do acesso ao absorvente a todas as mulheres durante o ciclo menstrual. Dentre as diretrizes de que trata a Política Liberdade para Me
CPI convoca Ricardo Barros e ex-secretário de Saúde de Maceió, Adeílson Loureiro

CPI convoca Ricardo Barros e ex-secretário de Saúde de Maceió, Adeílson Loureiro

Política
Erramos: Loureiro ocupou a secretaria-geral na gestão do ministro Gilberto Occhi Foi aprovado na manhã desta quarta (30), antes do "depoimento" de Carlos Wizard na CPI, a convocação do médico Adeílson Loureiro, ex-secretário de Saúde, de Maceió. Ele foi titular da Saúde em Maceió na gestão de Cícero Almeida e ocupou a secretaria-geral do Ministério da Saúde na gestão do ministro Gilberto Occhi. Loureiro está entre os 21 convocados de hoje. Na lista, estão o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros e o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias. A portaria de exoneração de Dias foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.  A convocação de Barros, marcada para o dia 8 de julho, foi motivada pelo depoimento do deputado Luís Miranda (DEM-
Aposentados e pensionistas: projeto que extingue desconto está pronto para votação

Aposentados e pensionistas: projeto que extingue desconto está pronto para votação

Alagoas
O projeto de lei complementar nº 85/2021, que extingue a contribuição de 14% para os servidores públicos aposentados e pensionistas que recebem abaixo do limite máximo estabelecido para os benefícios do Regime Geral de Previdência Social, foi discutido em segundo turno na sessão desta quarta-feira, 30, e liberado para ser apreciado em segunda votação. A proposição conta com uma emenda do deputado Bruno Toledo (PROS), que retroage a extinção para 1º de junho de 2021. A proposição visa implementar uma política de incentivo aos membros e titulares de cargo efetivo no Estado de Alagoas, para estimular a mudança do regime de cálculo de seu benefício previdenciário, com característica compensatória e não previdenciária, e para fortalecer o equilíbrio atuarial, o que colaborará com a solidez
Paulão diz que escândalo da vacina torna explícita a corrupção que era óbvia no governo Bolsonaro

Paulão diz que escândalo da vacina torna explícita a corrupção que era óbvia no governo Bolsonaro

Brasil
Os acordos espúrios nas negociações das vacinas contratadas pelo governo brasileiro, segundo o deputado federal Paulão (PT-AL), só tornaram explícita a corrupção que era óbvia, mas que o presidente Bolsonaro tentava esconder de toda forma. Agora, ainda segundo o deputado, tudo está se clareando, graças a ação da CPI da Covid e da imprensa livre que atuam no sentido de mostrar à população os desmandos desse desgoverno. Disse ele que Bolsonaro, com uma retórica atrasada, focado no desmonte das políticas públicas do País, loteou o Ministério da Saúde com  um grupo político que hoje controla as ações de governo e tem o presidente como partícipe das negociatas. "Não é apenas prevaricação é a completa interação política nas falcatruas e desmandos", sustentou. Negócio imoral - Paulão
Wizard decide se calar na CPI e não responder nenhuma pergunta

Wizard decide se calar na CPI e não responder nenhuma pergunta

Política
https://www.youtube.com/watch?v=6Z-vBITucrg O empresário Carlos Wizard Martins, apontado como integrante do “gabinete paralelo” de aconselhamento ao presidente Bolsonaro no enfrentamento à pandemia e já inserido na lista dos primeiros 14 investigados da CPI, compareceu à CPI da Pandemia. Mas disposto a não responder nenhuma pergunta. O bilionário, que em sua abertura citou a bíblia e estar em uma missão divina, garantiu ter sido convidado pelo então ministro Pazuello, que estava à frente da Saúde, para ajudar na pandemia. Mas disse que não queria estar lá de forma oficial e nem receber. Logo depois, afirmou categoricamente não fazer parte de um gabinete paralelo. Isso tudo para afirmar que durante toda sua participação, exercerá o direito de ficar calado. https://twitter.com/se