29 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade

Tag: Covaxin

MPF tira do País servidor que denunciou a corrupção no ministério da saúde

MPF tira do País servidor que denunciou a corrupção no ministério da saúde

Blog, Marcelo Firmino, Política
Ameaçado de morte, após denunciar o escândalo da Covaxin no Ministério da Saúde, o servidor público federal, Luís Ricardo Miranda, foi colocado dentro do programa de proteção a testemunhas pelo Ministério Público Federal. Miranda e a família foram levados para a fora do Brasil nesta quinta-feira, 29 de outubro, e viverá de forma sigilosa em um País desconhecido, sem poder manter contatos com o restante dos familiares. Após denunciar o roteiro da corrupção dentro do Ministério da Saúde, Miranda, servidor de carreira, que era chefe do Departamento de Logística do Ministério,  foi exonerado do cargo dias após ter revelado o esquema ao próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto. Para chegar ao Planalto e contar as falcatruas na compra de vacina, o serv
Depois do dedo na cara de general Lira ameaça cassar deputado

Depois do dedo na cara de general Lira ameaça cassar deputado

Blog, Marcelo Firmino
No Brasil da ex-'nova política', sem nunca ter sido, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP) botou o dedo na cara do general Eduardo Pazuello e disse que iria tirá-lo da cadeira de ministro. A história  gravada em vídeo - e divulgada pelo O Globo - foi narrada pelo também deputado federal Luiz Miranda (DEM-DF). Lira desmente e diz que Miranda vai ter que se explicar na Comissão de Ética. Até então, a demonstração de força do presidente da casa é pública e notória. Mas, o certo é que Pazuello voou do ministério e ainda está envolvido em um emaranhado de casos de corrupção, que remetem ao mangue que é o Ministério da Saúde, terreno dos poderosos da República. O fato é que o video gravado e vazado é bombástico. Nele, Pazuello teria dito: - O Arthur Lira colocou o
Após encontro com Bolsonaro sobre Covaxin, Ricardo Barros diz: ‘eu fico’

Após encontro com Bolsonaro sobre Covaxin, Ricardo Barros diz: ‘eu fico’

Blog, Marcelo Firmino
O líder do governo, Ricardo Barros (PP-PR), conversou com Jair Bolsonaro sobre o escândalo da vacina Covaxin e saiu do Palácio do Planalto dizendo que está "tudo tranquilo". A expectativa é se Bolsonaro tiraria ou não o deputado da liderança. Mas, Barros disse taxativamente à imprensa: "Eu fico". Resta saber que tipo de conversa Barros teve com o presidente da República. O deputado é um dos líderes do Centrão e é investigado há 3 anos, quando era ministro da Saúde no governo Michel Temer. Na época de ministro ele pagou  a Precisa - a mesma empresa da Covaxin - R$ 20 milhões  do Ministério da Saúde por medicamentos de alto custo que nunca foram entregues. O caso se arrasta no Ministério Público todo esse tempo. Agora, no caso Covaxin, o alvoroço tomou conta do Centrão, bloco
Acuado com o Covaxingate, Bolsonaro insulta jornalistas e Centrão aproveita o “ou dá ou desce”

Acuado com o Covaxingate, Bolsonaro insulta jornalistas e Centrão aproveita o “ou dá ou desce”

Blog, Marcelo Firmino
Então é assim: Insultar jornalistas, berrar nas caras deles, tentar intimidar no grito, tudo isso quando se vê confrontado com a sujeira exposta no Planalto. Essa tem sido a reação costumeira do senhor Jair Bolsonaro, na hora de prestar contas verdadeiramente à Nação. É baixaria seguida de baixaria. É falácia sobre falácia. Acuado, reage sempre desrespeitando quem pode menos, xingando covardemente. E assim vai ser por que isso virou uma marca da sua atuação medíocre e insana. Quem ama tudo isso são exatamente os seus aliados que pensam e agem como ele, mas, sobretudo, os espertos alinhados do Centrão, bloco parlamentar, que hoje tem o governo nas mãos. Comandado pelo presidente ds Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o Centrão sabe tirar proveito para si das patacoadas do desgov