15 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Pastores

Depois do perdão das dívidas de R$ 1,9 bi, pastores agora querem isenção total

Depois do perdão das dívidas de R$ 1,9 bi, pastores agora querem isenção total

Blog, Marcelo Firmino
Só  há uma razão para que pastores evangélicos briguem nas redes sociais - e contra o STF - pela reabertura de suas igrejas em plena pandemia do coronavírus: O lucro. Não há outra. As igrejas enchem e eles passam as sacolinhas nos templos cada vez mais suntuosos de Malafaias, Santiagos, Macedos e Soares, entre outros. Estes senhores receberam do presidente Jair Bolsonaro, via Congresso Nacional, o perdão de R$ 1,9 bilhão em débitos inscritos na Dívida Ativa da União (DAU). Incluindo aí dívidas com a Receita Federal. É o maior escândalo da renúncia fiscal já praticado no País. Deviam e foram liberados do pagamento. Simples assim. Só que agora eles querem muito mais. Passaram a defender uma reforma tributária no País que lhes atenda da melhor forma possível. Segundo o Jorn
Filho de R.R. Soares, deputado presenteia o pai com perdão de R$ 37 milhões

Filho de R.R. Soares, deputado presenteia o pai com perdão de R$ 37 milhões

Blog, Brasil, Marcelo Firmino
O deputado federal David Soares (DEM-SP) é filho do Pastor da Igreja Internacional da Graça, R.R. Soares. A eleição de deputado foi um presente que ele ganhou do pai  com a ajuda dos fiéis da igreja. Agora, David retribui o mimo com juros e correção monetária, a partir do plenário da Câmara. É dele a emenda que dá perdão tributário as igrejas - a emenda foi parcialmente vetada. Na forma, a emenda estabelece que toda dívida CNPJ da Igreja com a União,  vinculada a contribuições previdenciárias,  deixarão definitivamente de ser cobradas desde ontem, segunda-feira, 14. No caso da igreja do Pastor R.R, Soares, a dívida a ser perdoada, já descontado o veto para artigos da Receita Federal, é de R$ 37,8 milhões. Vamos e venhamos é um negócio da China do deputado para papai. O d
Pastores que apoiam Bolsonaro devem R$ 460 milhões ao governo

Pastores que apoiam Bolsonaro devem R$ 460 milhões ao governo

Blog, Marcelo Firmino
As igrejas evangélicas dos pastores Edir Macedo, Waldemiro Santiago, Silas Malafaia, RR Soares, Samuel Bravo, Estevam Hernandes, entre outros menos cotados, devem aos cofres do governo federal R$ 194 milhões. São débitos previdenciários e da Receita Federal Embora, atualmente no País, igrejas acumulam dívidas milionárias com a Receita Federal. De acordo com apuração da Agência Pública, no final de 2019 as dívidas de 1.200 igrejas somavam R$ 460 milhões. Eis que no início deste mês os pastores estiveram reunidos com o presidente Jair Bolsonaro, no Planalto, e insistiram pelo perdão da dívida. Mas, não ficou só nisso. Os pastores saíram do palácio com um mimo vantajoso. Eles receberam mais de R$ 30 milhões da Secretaria de Comunicação da Presidência da República. O dinhei