11 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade

Marcelo Firmino

Marcelo Firmino é jornalista e publicitário com passagens em vários veículos de comunicação de Alagoas e do País. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas no Estado e Secretário de Comunicação da Prefeitura de Maceió. Nesse espaço reportará e analisará os fatos que influenciam na vida sociedade.

Noblat diz que Simone Tebet se meteu em trapalhada e candidatutra está se apagando

Noblat diz que Simone Tebet se meteu em trapalhada e candidatutra está se apagando

Blog, Marcelo Firmino, Política
O colunista Ricardo Noblat fez postagem nas redes sociais dizendo que a senadora Simone Tebet, pré-candidata do MDB a presidência da República, se meteu em uma rascada e que não foi por falta de aviso. Embalada no canto de sereia para ser a candidata da terceira via, Tebet alimentou o seu sonho ignorando a co,lpicada polarização política no Brasil de hoje. Acontece, segundo disse o colunista, é que nem o partido dela  e muito menos os tucanos que lhe prometeram apoio estão verdadeiramente engajados na campanha. Pelo contrário. Estão divididos entre Lula e Bolsonaro. Veja agora a íntegra do texto de Ricardo Noblat: -Em que trapalhada a senadora Simone Tebet (MDB-MS) se meteu, e não foi por falta de aviso. Seu partido lançou-a candidata a presidente da República. O PSDB prometeu
Rodrigo Cunha pode não ter compreendido que o muro não é o melhor lugar para um político

Rodrigo Cunha pode não ter compreendido que o muro não é o melhor lugar para um político

Alagoas, Blog, Marcelo Firmino
O senador Rodrigo Cunha, ex-PSDB, e agora pré-candidato a governador de Alagoas pelo União Brasil (UB), passou a enfrentar atropelos em sua caminhada para chegar como inquilino, em 2023, no Palácio República dos Palmares. Pelo menos é o que dizem as últimas três pesquisas divulgadas em Alagoas e que o colocam como terceiro pretendente nas intenções de votos do eleitorado alagoano. Em todas as pesquisas divulgadas antes o senador aparecia como o primeiro. E como se cai de primeiro para terceiro tão rapidamente? Prevaleceu a velha máxima de que na política não existe espaço vazio. Esse, talvez, seja o real pecado de Cunha. Ele se elegeu para o Senado em um momento em que a sociedade brasileira se manifestava contra o que chamava de "velha política" e acreditava no surgimen
Fachin diz nos Estados Unidos: Brasil pode enfrentar situação pior que o Capitólio

Fachin diz nos Estados Unidos: Brasil pode enfrentar situação pior que o Capitólio

Blog, Marcelo Firmino, Política
-O Brasil pode enfrentar uma situação pior do que a do Capitólio, nos Estados Unidos, no fim da gestão de Donald Trump. Quem falou isso foi o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, em evento no Wilson Center, em Washingto, nos EUA. O episódio do Capitólio, ao qual se referiu Fachin, foi uma violenta invasão do Congresso norte-americano por seguidores fanáticos do candidato derrotado Donald Trump, em 6 de janeiro de 2021. Lá, o episódio terminou com cinco mortos e vários feridos. Aos americanos presentes no evento, Fachin demonstrou sua preocupação com os rumos que o governo brasileiro tem procurado dar ao processo eleitoral, envolvendo até as Forças Armadas na condução dos desejos presidenciais, que ataca a corte eleitoral e as urnas eletrônicas, corriqueiramente.
Renan Calheiros diz que barrar CPI em ano eleitoral é vestir a carapuça

Renan Calheiros diz que barrar CPI em ano eleitoral é vestir a carapuça

Blog, Marcelo Firmino, Política
Na defesa da instalação da CPI do MEC para apurar o sistema de corrupção que se instalou no Ministério da Educação, no atual governo, o senador Renan Calheiros (MDB) disse que barrar CPI em ano eleitoral "é vestir a carapuça". A manifestação do senador se deu após a reação do governo Bolsonaro contra a formação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) proposta no Senado, para investigar o escândalo que levou a demissão do Ministro da Educação, Milton Ribeiro. O ministro foi acusado de instalar uma organização criminosa dentro do ministério, com a ajuda de pastores evangélicos, que cobravam propinas - até em barras de ouro - de prefeitos que buscavam recursos federais na pasta da educação. Segundo Renan, CPI é o instrumento da oposição para investigar livremente o governo em
Bolsonaro sem dinheiro para reajuste de servidores, mas com sobras de bilhões para aliados

Bolsonaro sem dinheiro para reajuste de servidores, mas com sobras de bilhões para aliados

Blog, Marcelo Firmino, Política
Mesmo tendo derrubado o teto de gastos com a abertura dos cofres da União para o Centrão, via orçamento secreto, o presidente Jair Bolsonaro (PL) tratou de ironizar os servidores públicos federais que cobram aumento salarial ao governo. Nesta terça-feira, 5, ele zombou do pedido dos servidores: “É só dizer onde tem dinheiro”, disse. A declaração foi dada para um apoiador na saída do Palácio da Alvorada. O homem se apresentou como caminhoneiro e se queixou da aplicação de multas pela Polícia Rodoviária Federal. “Não são todos, mas existe gente fazendo isso daí, tenho informações. É que eles querem reajuste salarial. Eu dou reajuste para eles, para todo mundo, só dizer onde tem dinheiro”, disse Bolsonaro. “É lamentável fazer uma maldade com vocês para tentar me pressio
Depois da tragédia anunciada entra em campo o interesse eleitoral de ‘salvadores da pátria’

Depois da tragédia anunciada entra em campo o interesse eleitoral de ‘salvadores da pátria’

Blog, Marcelo Firmino
A angústia, a dor e o sofrimento de 40 mil alagoanos desabrigados, a rigor, não era para ser assim. Mas, uma conjunção de fatores determina a tragédia anunciada. E isso passa pela degradação do meio ambiente, o desmatadamento das matas ciliares, reservas florestais e a expulsão de famílias da zona rural, para ocupar áreas de riscos nas cidades. Os agentes dessa transformação nociva são conhecidos. E vão desde latifundiários até o poder público que só se lembra de cuidar  -e de forma paliativa - das pessoas em anos eleitorais. Os exemplos são claros e concretos, em todos os planos. Agora mais do que nunca, às vésperas das eleições de outubro, vão aparecer "os salvadores da pátria". É cesta básica de um lado é roupa velha do outro, enfim, as manjadas e tradicionais ações de s
CRB medíocre em campo decepciona o torcedor contra o Guarani

CRB medíocre em campo decepciona o torcedor contra o Guarani

Marcelo Firmino
Tudo que o torcedor regatiano não esperava nesta noite de sábado, 2 de julho, aconteceu no Estádio Rei Pelé, na partida entre CRB e Guarani. O Galo deixou escapar a vitória e empatou a segunda partida consecutiva dentro de casa, pela 16ª rodada da série B do Brasileiro. O jogo foi um a um e ficou barato para o CRB que, mais uma vez, se mostrou um time medíocre e incompetente no gramado, decepcionando o torcedor que foi ao estádio esperançoso por uma vitória. Mesmo sem jogar bem no primeiro tempo, o CRB abriu o placar em jogada individual do atacante Gabriel Conceição, que venceu a defesa adversária na velocidade e tocou a bola para o fundo das redes na saída do goleiro. Já no segundo tempo, o Guarani veio modificado, mais determinado e logo assumiu o controle do jogo. Perdido
Com clube de tiro virando bibliotecas o lobby não pagará as propinas no País

Com clube de tiro virando bibliotecas o lobby não pagará as propinas no País

Blog, Marcelo Firmino
O poderoso lobby da indústria das armas está de vento em popa no Brasil, assim como o é, há décadas, nos Estados Unidos. É fortíssimo e sabe bem como mimar os seus defensores. O Presidente Jair Bolsonaro mergulhou nesse mercado junto com os seus filhos e todos também sabem o quanto rende ser defensor dessa indústria. Nos EUA a indústria armamentista atua abertamente no mercado com o apoio dos políticos conservadores. Lá eles são financiados pelas gordas propinas pagas a deputados e senadores. Aqui, Bolsonaro comemora o fato do número de vendas de armas ter crescido em mais de 470%. Promete se reeleito elevar para mais de 1 milhão por cento. Isso, obviamente, não é de graça. O comércio das armas rende para pai e filhos envolvidos no negócio. Eles sabem que pelas armas muitos
A falta de caráter e a escrotidão afloram nesse ‘novo Brasil’ com a banalização da crueldade

A falta de caráter e a escrotidão afloram nesse ‘novo Brasil’ com a banalização da crueldade

Blog, Brasil, Marcelo Firmino
A falta de caráter, a deformação dele e até mesmo a escrotidão são inerentes em parcelas da humanidade aqui ou em qualquer lugar do mundo. Mas, de repente, no País, essas qualidades repulsivas afloraram de uma maneira muito além do abuso, notadamente no circulo do poder. E o pior de tudo é que imensa parcela da sociedade passou a banalizar de forma covarde tamanha vileza. O caso do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, acusado por funcionárias da instituição de assédio sexual é mais um nesse "novo Brasil" torpe e de culto a crueldade. Os sentimentos de respeito e solidariedade estão sendo sepultados em nome da degradação social, da discriminação, do preconceito e da violência. Tudo isso banalizado como se a agressão, a perseguição a quem pensa e vive diferent
A diversidade política no mais puro estilo camaleão nos palanques do interior alagoano

A diversidade política no mais puro estilo camaleão nos palanques do interior alagoano

Blog, Marcelo Firmino
  Diz o ditado popular que político é como camaleão e, portanto, muda de cara o tempo todo. Claro que a síndrome do camaleão na política nacional nunca foi uma novidade. A turma não apenas muda de cara, mas de cor também. E agora as novidades vão se propagando de forma tão ampla que é de fazer lesma corar. Há pelos menos quatro grupos embolados na disputa pelo governo de Alagoas na atualidade. Em se tratando de grupos, logo se presume que quem se alia a um lado, certamente, não vai ao palanque do outro. Ou pelo menos não iria. Mas, essa história do político camaleão é espantosa. Há candidatos que são ninjas. Se deixarem eles estarão pulando em todos os palanques, seja como protagonista ou até mesmo papagaio de pirata. Atualmente, há prefeitos que apoiam um candidato