25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Artigo

Muita besteira apoiada por energúmenos e agora o Covid-19: dólar alto chegou pra ficar

Guedes já admite dólar a R$ 5 e quem pediu novo governo “para ir à Disney” foi enganado

Além de um governo que não se ajuda, prejudicando a classe mais pobre, literalmente criticando a “festa que era empregada indo pra Disney três vezes por ano” e idiotices sem fim que ainda animam robôs, desiludidos, massas de manobra ou quem recebe mais de 20 salários mínimos por mês, o surto do coronavírus joga mais gasolina no foguete da disparada do dólar no Brasil.

Diante dos receios do impacto na economia global, o dólar comercial emendou o 12º dia de alta e fechou nesta quinta (5) com valorização de 1,54%, cotado a R$ 4,651 na venda. O valor representa mais um novo recorde nominal para um fechamento. E a alta se manteve mesmo após atuação do Banco Central.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, despencou 4,65%, aos 102.233,24 pontos, com todas as ações no vermelho e forte queda entre as empresas do setor de turismo.

E no comando disso tudo, o Posto Ipiranga do presidente Jair Bolsonaro, está o ministro da Economia, Paulo Guedes, que se não age à curto ou nem mesmo a longo prazo para sanar a sangria, ainda fala demais e atrapalha a situação.

Só neste ano, o dólar subiu mais de 60 centavos

Diante da disparada do dólar e dos sucessivos recordes, o ministro, que já falou em AI-5 e teve a audácia de culpar pobres pelo aquecimento global, Paulo Guedes admitiu nesta quinta que a economia sob Bolsonaro trocou juros altos e câmbio baixo por juros baixos e dólar flutuante em patamar mais alto, girando entre R$ 3,60 e R$ 4,60. E o dólar poderia chegar a R$ 5?

“Se fizer muita besteira, pode chegar nesse nível. Com esse frisson todo, sobe um pouco. Se a imprensa estiver menos nervosa daqui a um mês e virem as mudanças que estão acontecendo, o dólar melhora.” Paulo Guedes, ministro da Economia.

Logo de cara, é importante reiterar que todo mundo que fez campanha pelo atual governo, achando que o Messias colocaria o dólar abaixo de 2 reais novamente, foi usado e precisa admitir isso.

 

Quem ainda se ilude, gosta de ser enganado e aproveitado como massa de manobra. E pior: se você não recebe em dólar e ainda está torcendo por essa nova realidade, só pode ser idiota… Não compre dólar agora.

Além da imprensa, ele culpou desaceleração global e a pandemia do novo coronavírus pela alta do dólar. O problema é que desde antes assumir o ministério, ele prometia um crescimento no PIB imediato, já de 3,5%. Depois desmentiu, dizendo que seria apenas no segundo mandato de Bolsonaro.

Agora, ele já empurra o crescimento para 2021. Neste ritmo, é completamente plausível que ele prometa melhores números no último ano de um segundo mandado do atual presidente. E ainda vai culpar o PT por não ter crescido desde então. Claro, ainda vai ter quem acredite neste mesmo papo. Em tempo: neste ano completaremos 5 anos sem o PT no governo. E ainda há espaço para muita besteira.

Em tempo: para quem ainda não foi introduzido ao adjetivo título deste artigo, confira a referência: