13 de maio de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Braskem

Rachaduras no bairro do Farol podem ter relação com atividades de mineração

Rachaduras no bairro do Farol podem ter relação com atividades de mineração

Maceió
Equipes da Coordenadoria Municipal Proteção e Defesa Civil (Compdec) deram início nesta quinta-feira (10) aos levantamentos de fissuras, trincas e rachaduras registradas em imóveis no bairro do Farol. O estudo possui um caráter investigativo e tem como objetivo analisar se o aparecimento de rachaduras em alguns imóveis do bairro tem relação com a instabilidade de solo que afeta os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto, provocados pelas atividades de mineração, segundo relatório do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Seis casas da Rua Tenente Antônio de Oliveira, no bairro do Farol, foram vistoriadas pelas equipes do Centro Integrado de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cimadec). As unidades apresentavam fissuras, trincas ou rachaduras que foram analisadas
Defesa Civil analisa se rachaduras provocadas pela Braskem chegaram ao Farol

Defesa Civil analisa se rachaduras provocadas pela Braskem chegaram ao Farol

Maceió
A Defesa Civil de Maceió inicia na manhã desta quinta-feira (10) levantamentos no bairro do Farol para analisar se o aparecimento de rachaduras em alguns imóveis tem relação com a instabilidade de solo que afeta os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto, provocados pela atividade de mineração da sal-gema, realizadas pela Braskem. Os levantamentos iniciais consistem na análise das edificações que apresentam rachaduras e imóveis circunvizinhos, para identificar possíveis feições e suas continuidades. “A intenção desses levantamentos é investigar se o fenômeno está se estendendo para outras áreas. Investigar se as fissuras e fraturas identificadas estão associadas à instabilidade de solo que afeta os bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto ou não”. Antonioni Guer
Davi Davino Filho solicita plano de recuperação para empresas dos bairros afetados pela Braskem

Davi Davino Filho solicita plano de recuperação para empresas dos bairros afetados pela Braskem

Alagoas
O plenário da Assembleia Legislativa aprovou, nesta quarta-feira (9), uma indicação de autoria do deputado Davi Davino Filho (Progressistas), que reivindica um plano de recuperação para os empreendimentos situados nos bairros de Maceió que foram afetados pela mineração de sal. A solicitação foi feita à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado, com participação da Desenvolve, com elaboração em caráter emergencial. A proposta será encaminhada pelo Poder Legislativo ao governador Renan Filho. "Esses comerciantes fazem parte de um elo fragilizado que precisam de acolhimento e de apoio do poder público”. Davi Davino Filho (Progressistas). De acordo com Davi Filho, desde 2018, vitimados pelas minas de extração de sal, os moradores dos bairros do Pinheiro, Bebedouro, M
Senai e MPT garantem capacitação profissional para duas mil pessoas

Senai e MPT garantem capacitação profissional para duas mil pessoas

Alagoas, Notícias
Um convênio firmado nesta terça-feira (24) entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) vai garantir duas mil vagas em cursos de capacitação profissional, com prioridade para trabalhadores dos bairros Bebedouro, Bom Parto, Mutange e Pinheiro que tiveram o contrato de trabalho rescindido em decorrência da situação de calamidade pública decretada pela Prefeitura de Maceió. Caso sobrem vagas, elas serão preenchidas por trabalhadores que perderam o emprego por conta da pandemia de Covid-19 e querem se reposicionar no mercado. O edital dos cursos deverá ser lançado nos próximos dias. Durante a assinatura, que ocorreu na Casa da Indústria, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), empresário José Carlos Ly
Secretário nacional visita áreas afetadas pela Braskem

Secretário nacional visita áreas afetadas pela Braskem

Maceió
O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas, realizou, nesta segunda-feira (13), uma visita técnica nos bairros afetados pela instabilidade de solo provocada pela atividade de mineração, segundo relatório do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Com o coordenador-geral da Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos, o secretário acompanhou de perto a evolução do processo de subsidência que afeta os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto. Segundo Dinário Lemos, a vinda do secretário Nacional fortalece as ações desenvolvidas em Maceió, uma vez que recentemente o Estado de Calamidade Pública nos bairros afetados pela subsidência foi novamente reconhecido pela Defesa Civil Nacional. “Nós temos o suporte técnico da Defesa Civil Nacional na gestão do maior desa
Pinheiro: Após desocupação de 4.500 imóveis, mais de 500 animais vivem em situação de abandono

Pinheiro: Após desocupação de 4.500 imóveis, mais de 500 animais vivem em situação de abandono

Maceió, Vídeos
Segundo um levantamento do SOS Pet Pinheiro, mais de 500 animais entre gatos e cachorros estão vivendo em situação de abandono. Essa teria sido uma consequência da desocupação de cerca de 4.500 imóveis afetados pela atividade petroquímica da Braskem, em Maceió. Ou seja: vários moradores que deixaram suas casas não levaram seus animais. E por um motivo ou outro, além de não deixá-los com amigos o familiares, os abandonaram na rua. https://www.instagram.com/p/CChB25npuxr/ Neste final de semana, a Comissão de Bem Estar Animal da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Alagoas e o SOS Pet Pinheiro passaram a averiguar a situação dos animais na Barreira do Mutange e parte do bairro de Bebedouro. Ambos também foram atingidos pelas rachaduras e instabilidade do solo, como consequê
Moradores de Bebedouro protestam e cobram agilidade da Braskem

Moradores de Bebedouro protestam e cobram agilidade da Braskem

Maceió
Concentrados na Praça Lucena Maranhão, no Bebedouro, moradores de um dos bairros mais atingidos pela instabilidade do solo protestaram, na manhã desta sexta (10), contra a Braskem. Os moradores cobram mais agilidade no atendimento e agendamento das visitas técnicas aos imóveis realizadas pela junta técnica da Defesa Civil Municipal e Nacional e da Braskem. Segundo o calendário atual, há construção que só receberiam vistoria em outubro. A empresa é responsável pelas rachaduras e instabilidade no solo da região, após décadas de extração de sal-gema. Com faixas e gritos com palavras de ordem, os moradores caminharam até a unidade da Braskem, no Mutange - outro bairro de Maceió, também atingido. O protesto aconteceu um dia depois de divulgar "avanços significativos" graças ao Term
Alterado cronograma de demolições no Pinheiro

Alterado cronograma de demolições no Pinheiro

Maceió
A empresa responsável pela demolição de mais quatro blocos colapsados do Conjunto Residencial Jardim Acácia (blocos 10, 14, 16 e 17), localizado no bairro do Pinheiro, comunicou a alteração no cronograma de demolição dos prédios, antecipando as ações de demolição. Pelo novo cronograma, encaminhado para a Coordenadoria Especial Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), o processo de demolição se encerra nesta terça-feira (7). A obra de demolição está sendo realizada por meio do Termo de Cooperação Técnica 3 firmado entre a empresa Braskem e a Prefeitura de Maceió, que estabelece a mútua cooperação em busca de soluções para os problemas enfrentados nos bairros afetados pela instabilidade de solo provocada pela atividade de mineração, segundo relatório do Serviço Geológico do
Prédios colapsados no Pinheiro começam a ser demolidos

Prédios colapsados no Pinheiro começam a ser demolidos

Maceió
Mais quatro blocos do Conjunto Habitacional Jardim Acácia, localizados no bairro do Pinheiro, começam a ser demolidos a partir desta segunda-feira (6). A medida foi adotada pelo Município devido a evolução do processo de subsidência na região e o aumento do risco de tombamento das estruturas,constatada através de laudo de inspeção predial realizado por empresa especializada, trazendo risco à população. Serão demolidos os blocos 10, 14, 16 e 17 todos localizados em área já interditada pela empresa Braskem através de Termo de Cooperação Técnica. A solicitação de demolição está embasada no processo da Prefeitura de Maceió número 1100.112590/2019 que destaca, em parecer da Procuradoria Geral do Município, a responsabilidade da Administração Pública Municipal em sanar o problema, uma
Bebedouro em Maceió: o alerta nas casas de vidas, sonhos e famílias destruídas

Bebedouro em Maceió: o alerta nas casas de vidas, sonhos e famílias destruídas

Blog, Marcelo Firmino
Quem por necessidade vai ao bairro lagunar de Bebedouro nos dias de hoje se surpreende com a baixa estima e a revolta da população devidamente estampada nas fachadas de suas casas, após o desastre ambiental do século provocado pela Braskem. Hoje,  para se deslocar a Bebedouro, inevitavelmente, é necessário passar por algumas trechos do bairro do Pinheiro,  na parte alta de Maceió, onde o cenário de ruas esburacadas e interditadas é igual a imagem de desolação bebedourense. O acesso principal ao bairro está interditado, graças aos estragos feitos pela mineração do salgema da poderosa Braskem. Os casarios fechados do velho e tradicional bairro, às margens da lagoa Mundaú,  dão à toda região um aspecto de tristeza sem fim. Até por que seus moradores sabem que nada mais será como